Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Não cobraram vacina de Bolsonaro em passeio por Roma, diz ministro

Segundo João Roma, presidente não precisou mostrar comprovante de imunização durante seu passeio na capital italiana

atualizado 29/10/2021 20:36

Chegada de Bolsonaro ao Aeroporto Ciampino em RomaJosé Dias/PR

Enviado especial a Roma – Apesar da exigência oficial do governo italiano por comprovante de vacinação para entrar em locais fechados, o presidente Jair Bolsonaro, que não se vacinou até o momento, não enfrentou dificuldades para passear por Roma na tarde desta sexta-feira (29/10), manhã no Brasil.

Ao Metrópoles, o ministro da Cidadania, João Roma, que acompanhou o presidente na visita a pontos turísticos, afirmou que não houve cobrança do comprovante de vacinação de Bolsonaro durante o passeio. “Não foi solicitado. Ele foi muito bem recebido”, disse o ministro.

Além de pontos turismos a céu aberto, como a Fontana Di Trevi, o presidente e seus auxiliares foram a locais fechados. Entre eles, uma salumeria, onde o grupo degustou embutidos e queijo pecorino trufado. Sem máscara, Bolsonaro cumprimentou e tirou fotos com funcionários do estabelecimento.

Bolsonaro desembarcou na Itália na tarde desta sexta-feira (29/10), horário local, para uma série de compromissos, que vão desde a reunião do G20 – grupo das maiores economias do planeta – até uma visita à cidade considerada o berço de sua família paterna.

Mais lidas
Últimas notícias