Manifestantes vandalizam prefeitura que vai homenagear Bolsonaro

Presidente embarcou rumo à Itália nesta quinta-feira (28/10) para a reunião da Cúpula do G20. Ele visitará cidade de Anguillara Veneta

atualizado 29/10/2021 15:23

Foto; Reprodução/Instagram

A concessão de título de cidadão honorário de Anguillara Veneta ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi motivo de protesto e vandalismo na prefeitura da cidade italiana nesta sexta-feira (29/10). Ativistas da organização ambientalista Rise Up 4 Climate Justice picharam dizeres “Fora Bolsonaro” e jogaram esterco onde o mandatário brasileiro será homenageado, na segunda-feira (1º/11).

A câmara de vereadores da cidade de pouco mais de 4 mil habitantes decidiu, por iniciativa da prefeita Alessandra Buoso, conceder o título de cidadão honorário a Bolsonaro, uma vez que o lugar é a terra natal de um bisavô do presidente.

No Instagram, o grupo divulgou parte do ato. “Vídeo da sanção desta manhã ao município de Anguillara Veneta. Quem destrói o planeta não é bem-vindo, nem aqui nem em outro lugar”, disse o grupo sobre a manifestação. Em outra publicação, eles expressam que a figura de Bolsonaro representa “o modelo capitalista, predatório, destrutivo e colonialista”, contra o qual eles lutam.

A Rise Up 4 Climate Justice se autodenomina como um movimento nascido no Venice Climate Camp, que ocorreu no ano passado. “Somos um espaço político radical que exige uma mudança de rumo e alternativas concretas a um sistema que está saqueando nosso planeta e matando nosso presente e nosso futuro. Atuamos e nos mobilizamos contra os gigantes responsáveis ​​pela crise climática”, diz a organização.

O presidente embarcou na noite de quinta-feira (28/10) para Roma, na Itália, onde vai participar da Cúpula de Líderes do G20, grupo que reúne as 20 maiores economias do mundo. No fim de semana, o mandatário participará da reunião do G20 e, ainda no domingo (31/10), deve partir em um tour por outros municípios.

Bolsonaro pretende visitar as cidades de Padova, Pistoia e Anguillara Veneta, no norte da Itália. Nesta última, onde seus familiares nasceram, o chefe do Executivo deve receber o título de cidadão honorário e almoçar com parentes.

0

Mais lidas
Últimas notícias