Guedes deve fazer mais mudanças na estrutura do Ministério da Economia

Ideia do ministro é aproveitar a recriação do Ministério do Trabalho para fazer alterações em outras secretariais especiais de sua pasta

atualizado 21/07/2021 15:53

Paulo GuedesThiago Araújo | Kardel LIVE MEDIA

O ministro da Economia, Paulo Guedes, quer aproveitar a reforma ministerial que será feita pelo presidente Jair Bolsonaro para promover mais mudanças na estrutura organizacional interna da sua pasta.

A ideia de Guedes é aproveitar a transformação da sua Secretaria Especial de Previdência e Trabalho em Ministério do Trabalho para fazer alterações em outras secretariais especiais do Ministério da Economia.

Veja algumas prováveis mudanças:

1. Secretaria Especial da Fazenda

A Secretaria Especial da Fazenda deve perder algumas secretarias, entre elas, a de Política Econômica (SPE), comandada por Adolfo Sachsida. O economista deve virar secretário especial e levar consigo a SPE.

A Secretaria da Fazenda deve perder também a Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria, cuja estrutura deve ser dividida entre a secretaria especial de Sachsida e a Subsecretaria de Advocacia da Concorrência.

A coluna apurou que a expectativa é de que a Secretaria Especial da Fazenda fique basicamente com as secretarias do Tesouro Nacional e a do Orçamento Federal.

2. Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade

A Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade deve receber o Departamento Nacional de Registro Empresarial e de Integração (DREI), hoje vinculado à Secretaria Especial de Desburocratização.

3. Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital

Expectativa é de que a Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital mude de nome e passe a se chamar Secretaria Especial de Gestão e Governo Digital.

Últimas notícias