Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Em almoço com Flávio, Alcolumbre lava roupa suja e cobra retratação de Bolsonaro

Filho mais velho do presidente prometeu marcar um encontro do pai com o senador do Amapá para os dois tratarem da sabatina de André Mendonça

atualizado 13/10/2021 11:55

HUGO BARRETO/METRÓPOLES

A relação entre Jair Bolsonaro e Davi Alcolumbre (DEM-AP) azedou de vez nos últimos dias, após o presidente da República fazer duras críticas ao senador, em razão da demora do parlamentar em marcar a sabatina de André Mendonça na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado.

Avisado do problema por aliados em comum, o senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ) entrou em campo e convidou Alcolumbre para um almoço na segunda-feira (11/10), em Brasília. O encontro aconteceu na mansão do filho mais velho do presidente.

O almoço acabou virando uma verdadeira lavagem de roupa suja. Segundo apurou a coluna, o senador do DEM do Amapá disse que, até o último fim de semana, estava segurando a sabatina de Mendonça porque Bolsonaro não teria cumprido promessas políticas.

Após as críticas de Bolsonaro no domingo (10/10), porém, a situação teria evoluído para uma questão pessoal entre os dois. Uma das falas que mais irritou Alcolumbre foi quando o presidente disse, no domingo (10/10), que “ajudou” o parlamentar a se eleger presidente do Senado, em 2019.

Rachadinha

A Flávio o senador do DEM, então, afirmou que quem tinha ajudado o clã Bolsonaro teria sido ele. Entre os exemplos, citou o fato de ter segurado a instalação do Conselho de Ética do Senado em 2019, para ajudar o filho mais velho do presidente no auge das investigações sobre a “rachadinha”.

Irritado, Alcolumbre também disse a Flávio que pretendia segurar a indicação de Mendonça até 2023, quando Bolsonaro pode estar fora do governo, caso não se reeleja. E cobrou que o presidente se retrate em público e reconheça que Alcolumbre ajudou o governo quando era presidente do Senado.

O filho mais velho de Bolsonaro, por sua vez, pediu calma a Alcolumbre e prometeu marcar uma conversa entre o pai e o senador do DEM nos próximos dias. O presidente da República passou o feriado em São Paulo e só deve chegar a Brasília na tarde desta quarta-feira (13/10).

Últimas notícias