Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

CPI planeja ir a Haia em janeiro entregar lista de crimes de Bolsonaro

Senadores da CPI entregarão ao Tribunal Penal Internacional lista com supostos crimes contra humanidade cometidos por Jair Bolsonaro

atualizado 25/11/2021 17:34

11/11/21 Rio de Janeiro RJ - CPI da COVID entrega relatório no Rio. Senadores Omar Aziz, Randolfe Rodrigues e Humberto Costa.Aline Massuca/ Metropoles

A cúpula da extinta CPI da Covid-19 planeja viajar à Holanda em janeiro de 2022 para entregar ao Tribunal Penal Internacional de Haia parte do relatório final da comissão. O plano é entregar à Corte a lista dos supostos crimes contra humanidade cometidos pelo presidente Jair Bolsonaro durante a pandemia no Brasil.

Segundo integrantes do Observatório da Pandemia do Senado, grupo de trabalho na Casa que continua as ações da CPI, os senadores sugeriram à Corte internacional que a entrega do relatório final da CPI seja realizada no dia 24 de janeiro do próximo ano. Nesse período, o Congresso brasileiro estará em recesso.

Senadores disseram à coluna que, neste momento, a parte do relatório final elaborado pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL) que fala sobre crimes contra a humanidade está sendo traduzida do português para o inglês, justamente para que possa ser entregue ao tribunal de Haia.

A avaliação de membros da cúpula da CPI é de que, diante do que julgam ser inação do procurador-geral da República, Augusto Aras, em relação ao parecer final da comissão, há mais chances de os crimes cometidos por Bolsonaro serem punidos pela Corte internacional.

O Tribunal Penal de Haia age em dois casos, segundo a cúpula da CPI. O primeiro é quando as leis do país não conseguem enquadrar crimes contra a humanidade. O segundo, quando as autoridades do país não agem para punir eventuais criminosos. Parlamentares entendem que ambos os casos se enquadram na situação brasileira.

Mais lidas
Últimas notícias