Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Ameaçado no cargo, Milton Ribeiro vai à festa de Michelle Bolsonaro

Ministro da Educação não teria feito nenhum comentário sobre o suposto "gabinete paralelo" e pedidos de pastores sobre recursos

atualizado 23/03/2022 10:48

Reprodução/Redes Sociais

Com sua permanência no cargo ameaçada após revelação de um “gabinete paralelo” em sua pasta, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, compareceu ao aniversário da primeira-dama do país, Michelle Bolsonaro, na noite dessa terça-feira (22/3), em Brasília.

A comemoração aconteceu no clube Hípica Hall e contou com a presença de outros ministros do governo, como Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos). O presidente Jair Bolsonaro, no entanto, não compareceu ao evento, que teve direito a culto evangélico e jantar.

Segundo fontes do governo presentes na comemoração, Milton não fez comentários sobre a revelação de que o MEC priorizou prefeituras, cujos pedidos de liberação de verba foram negociados por dois pastores evangélicos sem cargo oficial na pasta.

A atuação dos pastores foi revelada primeiramente pelo jornal O Estado de S. Paulo. Posteriormente, o jornal Folha de S. Paulo divulgou áudio no qual o ministro da Educação afirma que a prioridade atendia a um pedido de Bolsonaro, o que Ribeiro negou em nota nessa terça.

Evangélico como Michelle, Milton tem o apoio da primeira-dama para seguir no cargo, segundo fontes do Palácio do Planalto. Na manhã desta quarta-feira (23/3), a aposta entre outros ministros do governo é de que o presidente não pretende demitir o titular do MEC.

Mais lidas
Últimas notícias