Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Naomi Matsui

Preocupada com 2022, Polícia do Congresso faz treinamento contra ataques

Departamento de Polícia Legislativa fez licitação de compra de equipamentos de airsoft para simulações de operações na Câmara

atualizado 01/08/2021 16:54

Divulgação DEPOL

A Câmara do Deputados fez uma licitação para aquisições de pistolas, munições de airsoft, gás lacrimogênio e máscaras de proteção. A compra, que tem o valor de R$ 121,4 mil, é necessária para que o Departamento da Polícia Legislativa (Depol) possa simular ações policiais dentro da estrutura física da Casa.

A ação é uma dentre várias empreendidas pelos policiais que cuidam da segurança do Congresso temendo ataques no ano que vem, semelhantes aos praticados nos Estados Unidos por apoiadores de Donald Trump contra o Capitólio.

“A aquisição resultará de imediato um salto qualitativo na capacidade dos agentes em responder a uma ameaça à instituição e a seus integrantes”, informa a licitação, que exige que a as armas e equipamentos sejam novos e de primeiro uso.

Questionado sobre a necessidade das simulações policiais dentro da Câmara, o diretor da Depol, Paul Pierre Deeter, disse à coluna que o ato está alinhado com as atribuição do departamento.

0

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna