Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Rodrigo Maia vai a Aécio Neves para apaziguar relação com Doria

Almoço foi cordial; Aécio desdenhou das chances do ex-juiz Sergio Moro de se viabilizar como candidato

atualizado 22/01/2022 16:56

Divulgação

O ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia almoçou em São Paulo na última segunda-feira (17/1) com Aécio Neves, principal antagonista de João Doria dentro do PSDB. Maia foi autorizado por Doria a fazer uma “política da boa vizinhança” com o deputado mineiro para evitar que ele crie problemas para o adversário interno daqui até a eleição, em outubro.

A conversa entre os dois foi cordial. Aécio prometeu não criar problemas para Doria na eleição à presidência do PSDB, prevista para maio, mas aliados do mineiro dizem que essa é sua nova trincheira contra o governador de São Paulo. Aécio teme que, sem influência na Executiva Nacional do partido, sua expulsão volte a ser discutida e ganhe força.

Aécio, que perdeu por uma margem apertada para Dilma Rousseff em 2014, também desdenhou das chances do ex-juiz Sergio Moro de se viabilizar como o candidato da terceira via na eleição presidencial.

O ex-governador e o diretório tucano de Minas Gerais participaram ativamente da coordenação da campanha de Eduardo Leite nas prévias do PSDB. O deputado se opõe ao lançamento de uma candidatura presidencial por entender que a verba dos fundos partidário e eleitoral deveria ser destinada para a eleição de deputados, em vez de investir numa campanha presidencial.

(Atualização, às 17h de 22 de janeiro de 2022: Rodrigo Maia entrou em contato com a coluna após a publicação da reportagem e negou que tenha falado sobre o almoço previamente com Doria.)

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna