Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

A nova trincheira de Aécio Neves na disputa contra João Doria

Aécio Neves pretende mobilizar o tucanato para eleger uma Executiva Nacional que possa complicar a vida de João Doria no PSDB

atualizado 18/01/2022 0:13

Daniel Ferreira/Metrópoles

O deputado Aécio Neves escolheu a eleição da Executiva Nacional do PSDB como a nova trincheira na guerra contra João Doria. Aliados de Aécio estão dispostos a transformar a escolha da nova direção partidária numa reedição das prévias.

Emissários de Aécio têm dito que o PSDB questionará a viabilidade de Doria nas pesquisas eleitorais em março. Já o entorno de Doria afirma que o governador apresentará crescimento nos levantamentos só a partir de agosto. O foco, num primeiro momento, está voltado para a eleição interna, marcada para maio.

Ficou claro nas prévias que Doria não conta com a simpatia da atual composição da Executiva Nacional. Eleger uma direção favorável ao governador é fundamental para garantir a sustentação de seu projeto presidencial no PSDB.

Ciente da disputa interna, o governador começou a fazer gestos para os tucanos que estiveram ao lado de Eduardo Leite nas prévias. O ex-ministro Bruno Araújo, que comanda o PSDB, foi convidado para coordenar a campanha presidencial. Não é difícil escutar no entorno de Doria que Araújo simpatizava com a candidatura de Leite.

Tucanos que integraram a coordenação da campanha de Leite levaram a Araújo o temor sobre os prejuízos que uma nova disputa entre Aécio e Doria poderia trazer para a eleição dos deputados. Na conversa, os tucanos levantaram a possibilidade de adiar a eleição interna, mas o presidente do PSDB não pareceu simpatizar com a ideia.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna