Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto e Eduardo Barretto

Relatoria da reforma do Imposto de Renda pode mudar de mãos

Cresce no Senado movimento para tirar de Ângelo Coronel o texto que muda critérios para Imposto de Renda de pessoas físicas e jurídicas

atualizado 26/05/2022 10:08

Senado Federal Roque de Sá/Agência Senado

Cresce no Senado movimento para tirar das mãos de Ângelo Coronel a relatoria da reforma do Imposto de Renda. O parlamentar é contra trecho do texto que determina a tributação do lucro e de dividendos de empresas — a proposta já aprovada na Câmara prevê que 15% desse valor seriam retidos na fonte antes de serem repassados a pessoas físicas e jurídicas.

Como o texto também contém propostas que são consenso, como a ampliação da faixa de isenção de Imposto de Renda para pessoas físicas e a redução do Imposto de Renda para pessoas jurídicas, alguns senadores já demonstraram interesse em assumir a relatoria do projeto.

Caso a pressão surta efeito, e o texto deixe as mãos de Ângelo Coronel, o mais cotado para a função de relator é Fernando Bezerra, ex-líder do governo no Senado.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna