Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Natália Portinari

Partido da Causa Operária se soma a Bolsonaro e ataca urnas eletrônicas

Nesta manhã, o partido também se manifestou em defesa a Roberto Jefferson

atualizado 13/08/2021 21:59

Reprodução

O Partido da Causa Operária (PCO) se juntou à milícia digital bolsonarista no ataque às urnas eletrônicas. Em um post no Twitter, o partido questionou a inviolabilidade das urnas e reforçou que o aparelho é malvisto em “quase todo o mundo”.

“Voto pelo celular pode; mas questionar a inviolabilidade das urnas, não! Pelo menos é isso o que diz o TSE. E quando as urna eletrônicas são mal vistas em quase todo o mundo? Assista ao último Correspondente Internacional na COTV e entenda do que se trata.”

Nesta manhã, o partido também se manifestou na mesma rede social em defesa a Roberto Jefferson. “No regime golpista manifestar-se é permitido — desde que os sicofantas de toga permitam”, diz o tuíte atacando o ministro do STF Alexandre de Moraes.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna