Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Pacheco marca esforço concentrado para votar indicações de Bolsonaro

Em almoço, presidente do Senado acordou que a Casa fará um esforço concentrado dos dias 1 a 3 e depois focará em poucos temas até a eleição

atualizado 19/05/2022 15:32

Presidente do Senado Federal Rodrigo Pacheco e Bolsonaro durante Cerimônia de Sanção do Projeto de Lei que cria o Tribunal Regional Federal da 6ª Região 31Igo Estrela/Metrópoles

Em almoço na residência oficial com líderes de partidos, Rodrigo Pacheco acordou que a Casa fará um esforço concentrado, dos dias 1 a 3 de junho, para aprovar indicações de Jair Bolsonaro para embaixadas, agências reguladoras e Conselho Nacional de Justiça.

Depois desse período, disse Pacheco, a Casa focará em apenas “dois ou três temas” de maior relevância até o recesso parlamentar, em 18 de julho.

Agora, caberá aos líderes de cada partido apresentar as prioridades.

A avaliação é que, após o recesso, será muito difícil tocar qualquer pauta no Congresso devido às eleições.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna