Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Naomi Matsui

MP pede que TCU puna Bolsonaro por campanha para tratamento precoce

Governo gastou R$ 23 milhões para divulgar tratamento ineficaz contra a Covid

atualizado 14/06/2021 21:29

Ministro da saúde Eduardo Pazuello no governo bolsonaroRafaela Felicciano/Metrópoles

O Ministério Público junto ao TCU pediu nesta segunda-feira (14/06) que o tribunal responsabilize Jair Bolsonaro e Eduardo Pazuello por autorizarem R$ 32 milhões em gastos do governo com o tratamento precoce, ineficaz contra a Covid.

A despesa foi detalhada pelo Ministério da Saúde à CPI da Covid na última sexta-feira (11/06), como mostraram os repórteres Gabriel Palma, Yasmim Perna e Filipe Matoso.

Segundo o subprocurador-geral Lucas Rocha Furtado, esse gasto em “tratamento ineficaz e possivelmente prejudicial” é “imoral, ineficiente, ineficaz e irresponsável”. Furtado também apontou que o governo Bolsonaro tem arriscado a vida da população durante a pandemia.

“Fica cada vez mais claro que o governo federal tem reiteradamente praticado atos que põem a saúde e a vida da população em perigo, além de representarem prejuízo ao erário”, escreveu em representação à presidente do TCU, ministra Ana Arraes.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna