Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Hospital que internou Bolsonaro tem 99,5% dos funcionários vacinados

Bolsonaro foi internado na segunda-feira (3/1) no Hospital Vila Nova Star, da Rede D'Or, com um quadro clínico de suboclusão intestinal

atualizado 03/01/2022 21:48

Jair Bolsonaro e Zé GotinhaRafaela Felicciano/Metrópoles

O hospital onde Bolsonaro está internado tem 99,5% dos funcionários com o ciclo vacinal completo contra a Covid-19, conforme as regras estabelecidas pelo SUS. Bolsonaro é um crítico contumaz da campanha de imunização e diz não ter recebido nenhuma dose de vacina até agora.

Bolsonaro foi internado no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, com um quadro de suboclusão intestinal. Ele deu entrada no hospital nesta segunda-feira (3/1) e não tem previsão para receber alta.

O Vila Nova Star pertence à Rede D’Or e conta com aproximadamente mil funcionários. O hospital completará três anos em maio.

O quadro clínico do presidente é acompanhado pelo cirurgião Antônio Luiz Macedo, que operou Bolsonaro após a facada recebida durante um ato de campanha na eleição de 2018.

Desde o início da pandemia, que matou 619 mil brasileiros até esta segunda-feira, Bolsonaro tem atacado recomendações sanitárias, incluindo a vacinação. Ignorou ofertas de imunizantes da Pfizer em 2020 e criticou a vacina diversas vezes em agendas oficiais. A CPI da Pandemia pediu que a PGR processe Bolsonaro por nove crimes, entre eles epidemia com resultado morte.

Até hoje não é possível saber se Bolsonaro de fato não se vacinou, como ele diz. A primeira-dama Michelle Bolsonaro tomou o imunizante discretamente nos Estados Unidos. O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, general Luiz Eduardo Ramos, admitiu que se vacinou escondido do presidente. O Planalto impôs sigilo de cem anos ao cartão de vacinação de Bolsonaro e aos exames de anticorpos do presidente. As duas decisões foram tomadas em resposta a pedidos da coluna por meio da Lei de Acesso à Informação.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna