Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Ex-delegado da PF ligado a Cachoeira é condenado administrativamente

Deuselino Valadares dos Santos foi demitido da PF em 2013, acusado de informar Cachoeira sobre operações contra jogos de azar

atualizado 27/07/2021 9:47

Diomício Gomes

O ex-delegado da Polícia Federal Deuselino Valadares dos Santos, ligado ao grupo do bicheiro Carlinhos Cachoeira, foi condenado pelo Ministério da Justiça por improbidade administrativa. A decisão foi publicada no Diário Oficial da última quinta-feira (27/7).

Deuselino já havia sido demitido de seu cargo em dezembro de 2013, quando foi julgado pela mesma infração, acusado de informar Cachoeira sobre operações contra jogos de azar no Distrito Federal e em Goiás. Ele era chefe da Delegacia de Repressão a Crimes Financeiros da Superintendência da PF em Goiás.

Em 2019, a 11ª Vara da Justiça Federal condenou o ex-delegado pelos crimes de quadrilha, violação de sigilo funcional, corrupção e peculato.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna