Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Lucas Marchesini

Bolsonaro terá que se vacinar ou fazer PCR para posse de Mendonça

Jair Bolsonaro terá que se vacinar ou fazer um teste PCR para entrar no STF para a posse de André Mendonça, em 16 de dezembro

atualizado 03/12/2021 8:45

Filiação de Bolsonaro ao PLGustavo Moreno/Especial Metrópoles

Jair Bolsonaro terá que se vacinar ou fazer um teste PCR para entrar no STF para a posse de André Mendonça, em 16 de dezembro. A determinação é a mesma para qualquer pessoa que queira entrar no Supremo.

O teste PCR, que deve ser a opção de Bolsonaro, que até hoje diz não ter se vacinado, deverá ser feito nas 72 horas antes da posse.

Na terça-feira (30/11), um dos advogados de Flávio Bolsonaro, Fred Wassef, foi impedido de entrar no STF por não apresentar o certificado de vacinação.

Em novembro, o Palácio do Planalto impôs sigilo de até 100 anos aos exames de anticorpos de Covid-19 feitos por Jair Bolsonaro. O presidente alega, sem base científica, que não se vacinará porque os resultados dos testes apontam que ele apresenta taxa de imunoglobulina suficiente para protegê-lo contra o coronavírus. A decisão reforçou a suspeita de que Bolsonaro pode já ter se imunizado ou contraído a doença novamente, sem divulgar essas informações.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna