Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Lucas Marchesini

Bolsonaro lança pela segunda vez a mesma ação social

Bolsonaro e Michelle estiveram em solenidade para anunciar programa social que já teve lançamento simbólico há oitos meses

atualizado 11/11/2021 19:17

Jair Bolsonaro, Michelle Bolsonaro e ministros durante a execução do hino nacional em lançamento de ação social do governo federalClauber Cleber Caetano/PR

Jair Bolsonaro, a primeira-dama Michelle Bolsonaro e diversos ministros participaram nesta quinta-feira (11/11) de uma solenidade para lançar um programa de assistência social que já tinha sido lançado em março.

A iniciativa “Brasil Fraterno – Comida no Prato” beneficia com isenção de ICMS as empresas que doarem alimentos.

O projeto encabeçado pelo ministro da Cidadania, João Roma, teve o lançamento simbólico na cidade de Aparecida, em São Paulo, anunciado em 26 de março. Uma publicação no site do Ministério da Cidadania anunciava que Roma e Michelle participariam do evento.

Roma discursou no evento desta quarta-feira e mencionou a ida a Aparecida com Michelle para “entregar alimentos para uma população que sofria as consequências sociais da pandemia.

Bolsonaro tem priorizado iniciativas de cunho social para tentar ampliar sua popularidade antes da eleição de 2022. A principal bandeira anunciada pelo governo até aqui foi o Auxílio Brasil, que substituiu o Bolsa Família.

Roma é cotado como o candidato de Bolsonaro ao governo da Bahia, onde deverá concorrer contra o petista Jaques Wagner e contra o ex-prefeito ACM Neto, de quem foi braço-direito e hoje é desafeto.

(Atualização às 19h13 do dia 11 de novembro de 2021 – O Ministério da Cidadania informou que o programa lançado nesta quinta-feira “é mais uma vertente do Brasil Fraterno e instituiu ações específicas para os Bancos de Alimentos, diferentemente das medidas anunciadas anteriormente”.)

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna