metropoles.com

Bolsonarista faz e divulga pesquisas com números diferentes dos reais

Pré-candidato pela sigla de Bolsonaro, Marcio Furtado é ex-superintendente de secretaria do Ministério da Economia

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução
Marcio Furtado, ex-superintendente da SPU
1 de 1 Marcio Furtado, ex-superintendente da SPU - Foto: Reprodução

Marcio Furtado, ex-superintendente da Secretaria do Patrimônio da União (SPU) e pré-candidato à Câmara pelo partido de Jair Bolsonaro, divulga pesquisas, que chama de “tendências eleitorais”, em que Bolsonaro está 20 pontos à frente de Lula, números bem diferentes dos apurados pelos institutos de pesquisa.

No último dia 13, Furtado divulgou em redes sociais uma “tendência eleitoral” em que Bolsonaro tinha 45%, ante 22% de Lula. No mês anterior, em um post curtido pelo senador Flávio Bolsonaro, Furtado apontou que o presidente vencia o petista por 43% a 22%.

Os levantamentos feitos por institutos de pesquisa profissionais e com registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostram um cenário bem diverso. Na última semana, o Datafolha aferiu Lula com 48% e Bolsonaro, com 27%. O Ipespe apontou Lula com 45%, ante 34% do presidente.

Segundo o bolsonarista, a “metodologia” inclui análise de votos de parlamentares, redes sociais dos candidatos e análise de eventos presenciais regionais. E nenhuma entrevista com eleitores.

“Eu não faço entrevista com ninguém, não faço enquete, não pergunto voto pra Maria e depois coloco na minha planilha… Basicamente, do cidadão, eu pego os eventos que Bolsonaro vai, os eventos que Lula vai e monitoro proporcionalmente se tem engajamento”, disse em um vídeo na semana passada.

Procurado pela coluna, Marcio Furtado criticou todos os institutos de pesquisa e afirmou que embasa seus números por meio de um programa de computador que criou no ano passado. “Pesquisas são ferramentas que em 2022 não são razoáveis para analisar o cenário eleitoral. Eu não uso pesquisas. Muitas são manipuladas e outras erram bastante”, disse, sem apresentar provas.

Furtado é pré-candidato a deputado federal pelo PL, partido de Bolsonaro, no Espírito Santo. De maio de 2019 a novembro de 2020, foi superintendente estadual da SPU, vinculada ao Ministério da Economia. Ele alegou que deixou o ministério após a saída de Salim Mattar, secretário de Desestatização da pasta.

0

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comGuilherme Amado

Você quer ficar por dentro da coluna Guilherme Amado e receber notificações em tempo real?

Notificações