Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Naomi Matsui

Após caso Joice, Procuradoria cobra mais câmeras em apartamentos funcionais

Órgão da Câmara enviou documento a Arthur Lira; Joice denunciou agressões em imóvel da Casa

atualizado 26/07/2021 19:37

mulher machucadaGustavo Moreno/Especial Metrópoles

A Procuradoria da Mulher da Câmara dos Deputados pediu nesta segunda-feira (26/7) ao presidente da Casa, Arthur Lira, que determine a instalação de câmeras de segurança em escadas e halls de entrada em todos os apartamentos funcionais da Câmara. A solicitação acontece uma semana depois de a deputada Joice Hasselmann denunciar ter sofrido agressões dentro de seu imóvel funcional.

O ofício a Lira foi assinado pela deputada Tereza Nelma, do PSDB de Alagoas, que comanda a Procuradoria da Mulher. A Procuradoria recebe denúncias de violência contra as mulheres e coopera com as autoridades de investigação. No documento, Nelma argumentou que a instalação de câmeras em áreas comuns das residências funcionais garantiria mais segurança aos parlamentares.

A procuradora da Mulher também cobrou que a denúncia de Hasselmann seja apurada o mais rápido possível e reafirmou o “total e veemente repúdio” às agressões.

Joice Hasselmann afirmou à Polícia Legislativa ter sido atacada no último dia 17, dentro de seu apartamento funcional. A deputada relatou ter acordado em uma poça de sangue, com cinco fraturas no rosto e uma na costela. Ainda segundo a parlamentar, ela foi socorrida por seu marido, o médico Daniel França, que dormia no quarto ao lado.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna