Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Lucas Marchesini

A vaquinha para pagar a fiança de Daniel Silveira

Daniel Silveira foi preso novamente nesta quinta-feira (24/06) por mau uso de tornozeleira eletrônica

atualizado 25/06/2021 11:47

prisão PF deputado bolsonarista daniel silveira STF RJAline Massuca/Metrópoles

O deputado extremista Carlos Jordy, aliado de Daniel Silveira, que foi preso novamente na tarde de ontem, criou uma vaquinha virtual de arrecadação de fundos para o pagamento da fiança de Silveira. Alexandre de Moraes estipulou que o deputado investigado pague R$ 100 mil pelo mau uso da tornozeleira eletrônica.

Daniel Silveira não pagou a fiança. O ministro STF então voltou a determinar a prisão do parlamentar, que cumpria regime domiciliar desde março.

Na descrição da vaquinha, o extremista Jordy acusa o Supremo de “totalitarismo” e pede qualquer contribuição para garantir a soltura do deputado “que sempre foi porta-voz dos brasileiros que prezam pela liberdade”. Daniel Silveira é investigado no âmbito do inquérito dos atos antidemocráticos por defender o AI-5, instrumento jurídico mais duro da ditadura militar, e ameaçar ministros do STF.

“Se cada um dos brasileiros indignados com esse totalitarismo do STF doar R$ 1, temos certeza que atracaríamos milhões, mas não é necessário tudo isso. Precisamos arrecadar R$ 100 mil para pagar a fiança para libertarem Daniel. É um valor alto, mas que, se todos puderem ajudar com qualquer valor, arrecadaremos a quantia para garantir a liberdade ao amigo que sempre foi porta-voz dos brasileiros que prezam pela liberdade”. A vaquinha virtual recebeu doações de 1.400 pessoas e arrecadou R$ 74 mil até o momento.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna