Com Bruna Lima, Eduardo Barretto e Naomi Matsui

STF manda Daniel Silveira pagar R$ 100 mil por mau uso da tornozeleira

Ministro acatou pedido do MPF, que argumentou que o deputado mostra resistência injustificada à determinação judicial

atualizado 10/06/2021 16:50

Deputado federal, Daniel Silveira se recusa a usar máscaraReprodução/Facebook

O ministro Alexandre de Moraes mandou que Daniel Silveira, preso em prisão domiciliar desde março, pague R$ 100 mil pelo mau uso da tornozeleira eletrônica.

Na decisão, Moraes dá 48 horas para que Silveira deposite o valor, a partir da abertura de uma conta própria para isso.

O ministro ainda pediu a abertura de um inquérito para apurar se o deputado cometeu o crime de desobediência a decisão judicial e ordenou que o STF seja informado diariamente sobre o uso da tornozeleira.

A decisão vem depois de o vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, pedir para que o Tribunal fixasse uma fiança e um reforço do aparelho usado por Silveira.

O pedido de Medeiros se baseou em relatórios da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária que mostram violações da tornozeleira, como descarregamento da bateria e rompimento do lacre.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna