Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Presidente de comissão da CLDF pede vacinação de trabalhadores da UnB e IFB

A Universidade de Brasília e o Instituto Federal de Brasília cobram imunização de seus empregados para a retomada das aulas presenciais

atualizado 17/06/2021 16:50

Universidade de BrasíliaRafaela Felicciano/Metrópoles

Presidente da Comissão Especial da Vacinação contra Covid-19, da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), o deputado distrital Fábio Felix (PSol) pediu que a Secretaria de Saúde inclua, nas prioridades para imunização, os funcionários da Universidade de Brasília (UnB) e do Instituto Federal de Brasília (IFB).

“De modo que, ainda que os profissionais ora mencionados não tenham vínculo com a administração direta ou indireta do Distrito Federal, cabe ao Poder Executivo local o dever de assegurar a sua imunização, uma vez que nos referimos a estabelecimentos de ensino localizados no território do Distrito Federal”, escreveu o parlamentar.

O ofício foi enviado ao secretário de Saúde, Osnei Okumoto, na quarta-feira (17/6).

A UnB e o IFB já encaminharam ao GDF as listas com os nomes de seus trabalhadores. As instituições avaliam que a vacinação é essencial para a retomada das aulas presenciais.

Juntos, o IFB e a UnB atendem a 68.138 estudantes, com uma força de trabalho composta por 7.195 profissionais.

O IFB informou à coluna Grande Angular que a reitora, Luciana Massukado, reuniu-se, de forma virtual, com o secretário de Educação do DF, Leandro Cruz.

Segundo o instituto federal, Cruz afirmou que os trabalhadores do IFB, assim como os funcionados de escolas técnicas do GDF, serão imunizados após os servidores dos colégios de ensino médio. Não há, entretanto, uma data para que isso ocorra, já que as doses enviadas semanalmente pelo Ministério da Saúde é variável.

A entidade acrescentou que remeterá ao GDF uma nova lista contendo somente o nome dos servidores que ainda não foram vacinados. O formulário para preenchimento pelos empregados está em aberto.

O outro lado

A Secretaria de Saúde disse que recebeu o ofício do presidente da comissão. “O Comitê de Vacinação vai analisar o pleito e fornecer todas as informações devidas ao deputado”, afirmou a pasta. 

Na semana passada, a pasta distrital de Educação anunciou que “o Plano de Vacinação da Educação, por enquanto, está tratando da educação básica da rede pública de ensino distrital”.

“Após encerrada essa etapa, a Secretaria de Educação do DF abrirá diálogo com as instituições federais para planejar a vacinação, que depende da quantidade de doses mandadas pelo Ministério da Saúde”, informou.

Últimas notícias