Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Disposto a falar, Wajngarten vai agitar CPI da Covid

Recém-saído do governo, Wajngarten deu entrevista à Revista Veja. Expõe gestão da Saúde e blinda Bolsonaro

atualizado 22/04/2021 21:38

Fábio WajngartenMichael Melo/Metrópoles

Recém-saído do governo Bolsonaro, o ex-secretário especial de Comunicação Social Fábio Wajngarten deu uma entrevista para a Revista Veja com potencial de agitar o já intranquilo cenário da CPI da Covid.

Wajngarten relata todo o histórico de conversas que teve com a Pfizer desde o segundo semestre de 2020. Ele foi um dos principais interlocutores das tratativas para a compra da vacina nesse período.

Defende-se da acusação de ter recebido dinheiro para fazer lobby em favor da Pfizer e ataca os que considera responsáveis pelo fracasso do negócio que atrasou a compra das vacinas pelo governo brasileiro.

Wajngarten deve ser um dos nomes ouvidos pela CPI da Covid. Está disposto a contar o que sabe publicamente. Vai mirar na gestão do Ministério da Saúde e construir uma barreira de proteção para o presidente Bolsonaro, a quem, até hoje, mesmo após sua saída do governo, defende com unhas e dentes.

Últimas notícias