Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Délio Lins e Silva se afasta da presidência da OAB-DF para concorrer à reeleição

Esta é a primeira vez na história da seccional que o mandatário deixa o cargo com este fim. Cristiane Damasceno assume o posto

atualizado 28/09/2021 21:54

Presidente da OAB-DF, Délio Lins e Silva Júnior, acolheu pedido da Comissão de Igualdade Racial da seccional para declarar apoio à reserva de vagas para negrosRafaela Felicciano/Metrópoles

O presidente da Seccional do Distrito Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-DF), Délio Lins e Silva Júnior, anunciou nesta terça-feira (28/9), que se afastará do cargo para concorrer à reeleição na entidade. O pleito ocorre em 21 de novembro e, até lá, Cristiane Damasceno ocupa o posto.

Esta é a primeira vez que um presidente da OAB-DF se afasta para concorrer às eleições da entidade. Segundo comunicado assinado por ele, a decisão visa “evitar eventuais imputações descabidas e garantir, a não mais poder, a indispensável lisura ao processo eleitoral”.

No texto, Lins e Silva ainda ressalta que não há norma que o obrigue a se licenciar, mas que preferiu tomar a decisão “para atrair mais tranquilidade para o pleito”.

Candidatura foi anunciada no início do mês

Délio confirmou a intenção de concorrer à reeleição para o posto em 8 de setembro durante o lançamento do movimento OAB no Rumo Certo. Para vice-presidente, foi anunciada a pré-candidatura da advogada Lenda Tariana.

“Muita coisa aconteceu nos últimos três anos, mas a caminhada e a vontade de ajudar a sociedade, com o propósito de ajudar quem precisa de nós continuam as mesmas”, declarou.

Délio foi eleito para a OAB-DF em 2018, quando  recebeu 9.805 votos válidos. Uma das principais bandeiras da campanha encabeçada por Délio foi a desvinculação da Ordem da política partidária.

Até agora, o atual presidente tem como adversários Guilherme Campelo, Thaís RiedelRenata Amaral, além do advogado Evandro Pertence.

Últimas notícias