Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

CEB paga mais R$ 697 mi ao GDF. Valor pós-privatização vai a R$ 1,1 bi

Subsidiária da CEB, a CEB Distribuição foi vendida por R$ 2,5 bilhões

atualizado 27/10/2021 6:14

A Companhia Energética de Brasília (CEB) repassou mais R$ 697,3 milhões ao Governo do Distrito Federal, nesta terça-feira (26/10). O GDF recebeu o valor porque é o acionista majoritário da estatal, por isso, fica com a maior parte do pagamento de juros sobre capital próprio e dividendos. A companhia repassou R$ 171,9 milhões aos acionistas minoritários.

O total de R$ 869,2 milhões é o maior já pago na história da CEB. A privatização da CEB Distribuição, subsidiária da estatal que distribui energia aos cidadãos brasilienses, é a responsável pelo aumento do dinheiro.

Presidente da CEB, Edison Garcia, disse à coluna Grande Angular que o GDF usará o dinheiro repassado pela CEB para investimentos públicos. “A CEB transferiu, em 2021, cerca de R$ 1,1 bilhão para o tesouro do Distrito Federal. Os recursos se destinarão ao grande programa de investimentos que o governador Ibaneis tem destinado para a sociedade do DF na melhoria de infraestrutura em todos os setores, seja na saúde, na infraestrutura viária, em viadutos, rodovias, também na melhoria de escolas e creches, de forma que o Estado venha a atender de forma mais presente toda a população do DF”, afirmou.

Venda

A CEB Distribuição foi vendida por R$ 2,215 bilhões para o Grupo Neoenergia. Representantes dos empregados protestaram contra a privatização à época.

Em maio, a CEB repassou a primeira parte dos resultados alcançados após a privatização. À época, o GDF recebeu R$ 444,3 milhões e os acionistas minoritários ficaram com R$ 109,5 milhões. Em 2021, só o GDF já recebeu 1,1 bilhão da CEB.

A Neoenergia passou a administrar a distribuição de energia aos moradores do DF em março deste ano. A CEB continua funcionando e foca agora nas outras empresas vinculadas, incluindo a que cuida da iluminação pública.

Mais lidas
Últimas notícias