Chile confia em advogado brasileiro para ganhar no “tapetão”

Eduardo Carlezzo, que defende a federação chilena, acredita que ainda pode conseguir tomar o lugar do Equador na Copa do Catar

atualizado 10/06/2022 18:48

Chile Arturo Vidal medalha viceRobbie Jay Barratt - AMA/Getty Images

Apesar de a FIFA ter indeferido a reclamação apresentada pelo Chile contra o Equador no caso Byron Castillo, a Federação Chilena de Futebol ainda tem duas instâncias para insistir na Copa do Mundo: apresentar recurso da decisão adotada e depois ir ao TAS.

Foi o que previmos aqui na coluna nesta quinta-feira (9/6), e é justamente isso que fará o advogado que defende os interesses de “La Roja”, o brasileiro Eduardo Carlezzo, que por enquanto não desiste.

“Estamos aguardando a fundamentação da decisão, mas vamos recorrer à primeira instância e depois iremos ao TAS. Hoje recebemos o resultado do processo, e agora temos que esperar os fundamentos, a FIFA já está elaborando, e no final da outra semana devemos ter esses argumentos”, disse o brasileiro.

Para acompanhar as atualizações da coluna, siga o “Futebol Etc” no Twitter; e também no Instagram.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no.canal do Metrópoles.

Mais lidas
Últimas notícias