Carros em uma velocidade e precisão que você ainda não viu.

Preços dos carros mais vendidos subiram até 20% em 10 meses 

O Jeep Renegade, por exemplo, foi o modelo com maior reajuste: 19,35%. O Chevrolet Onix, por sua vez, teve a menor média de aumento

atualizado 19/06/2021 10:57

A produção de veículos no Brasil cresceu 55,5% nos cinco primeiros meses de 2021, quando se compara o mesmo período do ano passado. E mais: em maio do ano passado, foram produzidas ínfimos 43,1 mil unidades. No mês passado, a indústria conseguiu pôr no mercado um volume 347,6% superior, segundo a Anfavea, a associação dos fabricantes. O problema é que os preços também seguem o mesmo caminho de alta. E podem subir ainda mais com o custo da energia das termelétricas.

Por exemplo: a Kelley Blue Book Brasil, especializada em pesquisa de preços de veículos novos e usados, calculou a variação média dos preços dos 10 carros mais vendidos nos últimos 10 meses e descobriu que, de toda a lista, apenas dois modelos tiveram reajustes abaixo dos 10% no período. 

 

Seguindo o ranking de emplacamentos acumulado de 2021 da Fenabrave, entidade que reúne as concessionárias, a KBB Brasil aferiu o preço 0km médio (somando os preços de todas as versões de cada modelo e dividindo o valor pela quantidade de versões de cada um) dos 10 modelos mais vendidos em setembro de 2020. Então, os comparou com o mês de junho deste ano, usando a mesma metodologia de apuração. Vale destacar que foram considerados apenas os preços referentes aos anos modelos 2021 de cada veículo.  

Por este cálculo, a KBB Brasil apurou que nos últimos 10 meses, o Jeep Renegade foi o carro com a maior média de reajuste de preços dentre os 10 mais vendidos, de 19,35%. Na outra ponta, o Chevrolet Onix foi o modelo com a menor média de aumento da lista, com 5,71% de variação.  

A KBB Brasil usa tecnologias de análise de dados e Big Data para produzir os levantamentos de precificação de veículos novos e usados. O processamento é realizado por algoritmo alimentado semanalmente a partir de uma base de 800 mil informações de preços de diferentes fontes do mercado. 

Últimas notícias