As curiosidades, tendências e novidades do mundo pet

Saúde mental dos cães: como cuidar?

Veja o que considerar na hora de ajudar os cachorrinhos a manterem o bem-estar

atualizado 24/12/2019 16:09

Reprodução/Unsplash

A saúde mental dos cães é um assunto que precisa ser discutido. Cada vez mais, as pessoas buscam um “serzinho” para fazer companhia em casa e, com mais frequência, os animais estão habituados a viver na sociedade humana.

Porém, será que as pessoas fazem tudo o que podem para que eles vivam bem, felizes e com qualidade de vida? O que considerar na hora de ajudar o cão a ter a saúde mental em dia? Muitos aspectos são importantes. Entre eles, viver em um ambiente tranquilo, participar de treinamento adequado, manter uma alimentação equilibrada e muito amor!

Vamos entender cada um desses pontos?

Acompanhe!

1- Um cachorro ansioso pode ter muitos problemas

Um cachorro ansioso pode ter muitos problemas. Este é o primeiro tópico a ser considerado na hora de entender como manter a saúde mental de seu cão em dia. Infelizmente, muitas vezes é imperceptível, mesmo que os animais estejam passando por problemas sérios de comportamento. Isso afeta diversas áreas da vida.

Observe o comportamento do animal e busque ajudá-lo quando você notar:

  • Cansaço excessivo;
  • Falta de ânimo;
  • Muito tempo dormindo;
  • Falta ou excesso de apetite;
  • Latidos em excesso.
2 – O estresse precisa ser combatido

O estresse em cães faz com que eles tenham comportamentos ruins. Enquanto um animal ansioso terá diversos motivos “escondidos”, um cachorro estressado terá motivos evidentes. Por exemplo, ele poderá se estressar com outros bichos, com outras pessoas, com algum brinquedo, com a temperatura da casa…

Manter a saúde mental dos cachorros em dia é um verdadeiro desafio.  Não necessariamente a felicidade momentânea está relacionada com algo positivo. Por exemplo, um cão pode, sim, ficar feliz rasgando o sofá ou comendo a qualquer momento, concorda? Porém, isso não significa que esses atos são positivos.

Ou seja, é uma linha tênue. Você precisa proporcionar momentos de tranquilidade ao cão para que ele não fica estressado, mas é preciso manter o equilíbrio para não deixá-lo à vontade para fazer qualquer coisa.

3- A alimentação faz parte do processo de uma boa saúde mental

Uma boa dieta pode ajudar (e muito) no controle da saúde mental dos cães. Seja uma alimentação natural, seja uma ração premium enriquecida, o que importa é entender que o equilíbrio precisa acontecer. Ou seja, o cachorro precisa se alimentar bem de diversas formas.

O animal precisa de nutrientes, de energia, de sentir um gosto bom e prazer ao comer. Por isso, intercale entre refeições dentro e fora da dieta. Não exagere em nenhuma delas e tenha em mente que seu cachorro poderá ser muito mais feliz quando há alternativas e possibilidades.

Uma alimentação pobre em nutrientes e energia pode fazer com que os cães não tenham vontade de nada. Logo, não brincarão nem praticarão exercícios. Em longo prazo, isso pode ser extremamente maléfico para a saúde deles. Inclusive a mental.

Continue lendo no site Portal do Dog.

Últimas notícias