Ato de amor: brasiliense “empresta” pet a pacientes com doenças graves

Cachorro muda a história de pessoas com enfermidades de alta gravidade, como câncer

Fotos, Andre Borges/Especial para o MetrópolesFotos, Andre Borges/Especial para o Metrópoles

atualizado 01/09/2019 17:31

Mais do que serem companheiros e animarem milhares de lares, os pets podem ter importante função social. Existem, por exemplo, aqueles que nasceram destinados a ajudar e confortar pessoas. São os Animais de Assistência Emocional (ESAN), que auxiliam no controle de doenças psiquiátricas, como depressão e ansiedade. Esse tipo de tratamento é realizado especialmente com cachorros. É o caso do brasiliense Khronnos.

Sua tutora, Cláudia Casalli, sempre fez trabalhos voluntários em ONGs que dão suporte a brasilienses com doenças graves. Quando adotou o cãozinho, ela não tinha planos de transformá-lo em um assistente emocional.

“Ele sempre foi muito calmo e tranquilo. Quando contratei um adestrador, o profissional devolveu o dinheiro devido ao comportamento amoroso e sereno do Khronnos”, relembra.

Em um desses serviços comunitários, Cláudia decidiu levar Khronnos para interagir e brincar com uma criança que tinha síndrome do pânico.

“A relação dele com as pessoas se tornou tão boa e positiva que, agora, ele acompanha pacientes com todos os tipos de doenças”, afirma.

O cachorro já foi responsável por melhorar e mudar a história de muita gente. Os trabalhos realizados pelo animal são semanais. Cláudia não cobra nada das pessoas para que Khronnos as acompanhe e realize seu trabalho. De acordo com a tutora, a simples presença do canino melhora o quadro de saúde de indivíduos com quem ele tem contato.

Maria* sofreu um AVC há alguns meses. Desde o episódio, não conversava com ninguém. A família ficou preocupada com o quadro. Sem esperanças, o filho Lucas* conheceu o Khronnos. Sua mãe, então, começou a passar algumas horas do dia com o animal. Após algumas visitas do cãozinho, Lucas teve uma surpresa: viu a mãe falar novamente.

As boas ações e os pequenos milagres que Khronnos realiza não pararam aí. João* tem 9 anos e está com câncer em estágio terminal. Decidido, contou aos pais que queria parar com as sessões de quimioterapia. Obviamente, eles ficaram tristes com a decisão do garoto, já que as sessões do tratamento aumentam a sobrevida do paciente.

“Apresentei o Khronnos ao João e ofereci a companhia dele em todas as sessões de quimioterapia. Desde então, ele vai todos os dias. Os dois fazem companhia um ao outro”, relata Cláudia.

Com mais de 50 mil seguidores no Instagram, os tutores de Khronnos compartilham suas histórias e aventuras na rede social. O cãozinho coleciona fãs e admiradores. Afinal, atos altruístas confortam, além de se tornarem ainda mais especiais quando vindos de um pet.

Cuidados

Por ser um cachorro sensível e que lida com situações emocionais fortes, Khronnos precisa de descanso, momentos de lazer e cuidados.

Além de visitar um SPA próprio para cachorros, o animal tem folgas semanais para continuar a nobre missão.

*Nomes fictícios a pedido dos entrevistados 

SOBRE O AUTOR
Zilá Motta

Graduanda em jornalismo pelo Centro Universitário Iesb, já atuou como repórter na Anasps, onde cobriu política e economia. Trabalhou como social media no Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil e na agência Vibe Marketing. Atualmente está como estagiária na editoria Intervalo e na coluna É o Bicho.

Últimas notícias