Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Saiba como a designer Jane McGonigal transformou o mundo através dos games

A nova-iorquina é autora de dois best-sellers e criadora do jogo SuperBetter, que ajudou mais de um milhão de pessoas a enfrentarem doenças

atualizado 11/02/2021 16:08

Jane McGonigalMindy Best/WireImage

Conhecer histórias de superação é sempre motivador para todos nós. Quando alguém transforma uma crise em uma grande oportunidade — que muda totalmente a vida pessoal — é ainda mais incrível. É o caso de Jane McGonigal, designer de jogos americana que acredita no poder da tecnologia digital para tornar o indivíduo e o mundo melhor.

A história começa quando Jane sofre uma concussão cerebral grave, em 2009, e não consegue sair da cama por meses. Com muitos sintomas, que iam desde vertigem a perda de memória, a designer foi orientada a repousar. Diante de um grande desafio, o pensamento de McGonigal era de que nunca iria melhorar. Até que um dia ela tomou a decisão de ressignificar aquela luta, criando um jogo.

O know-how de Jane McGonigal no universo dos games a proporcionou reflexões significativas. Ela sabia que os humanos enfrentam melhor os desafios dentro dos videogames do que na vida real (com mais criatividade, determinação e otimismo), além de ser mais fácil pedir ajuda a outras pessoas.

Jane McGonigal
Jane McGonigal

Desse modo, o processo de cura de Jane virou um jogo, o SuperBetter. Nele, os players definem uma meta de saúde ou bem-estar e convidam outras pessoas a se comprometerem com eles — e incentivá-los a permanecerem. A diferença de SuperBetter para outros games que tratam em “vencer” é que a criação de Jane baseia-se na colaboração entre as pessoas para que, juntas, elas resolvam os problemas propostos.

Game SuperBetter
Game SuperBetter

O jogo ajudou mais de um milhão de pessoas a enfrentarem os desafios de saúde da vida real, como depressão, ansiedade, dor crônica e lesão cerebral traumática. A eficácia do game chegou a ser validada em ensaios clínicos e estudos, e é usada por atletas profissionais, hospitais infantis, clínicas de recuperação e centros de saúde universitários em todo o mundo.

O aplicativo SuperBetter foi avaliado de forma independente como o mais eficaz atualmente na App Store para tratar depressão, ansiedade e dor crônica.

“O oposto de lazer não é trabalho. É depressão.”

Jane McGonigal

A criadora da plataforma acredita que os designers de jogos estão em uma missão humanitária. Seu principal objetivo na vida é ver um desenvolvedor de jogos ganhar o Prêmio Nobel da Paz.

Das telas às páginas

Jane McGonigal é autora do best-seller do New York Times por duas vezes A realidade em jogo: Por que os games nos tornam melhores e como eles podem mudar o mundo e SuperBetter: O Poder de Viver Gamificado (disponível apenas em inglês).

0
Bagagem cheia

Suas palestras TED sobre Como os jogos podem tornar um mundo melhor e O jogo que pode dar a você 10 anos extras de vida estão entre as mais populares de todos os tempos e têm mais de 15 milhões de visualizações.

Assista:

Atualmente, ela ministra um curso sobre Como pensar como um futurista na Universidade de Stanford e também ensina uma série de cursos no Institute for the Futures sobre Pensamento do Futuro, na plataforma Coursera.

Jane ainda atua no Conselho de Diretores da Games for Change. Ela é a fundadora da Gameful, “uma sede secreta para desenvolvedores de jogos que mudam o mundo”.

Mundo dos games

Antes de inaugurar o SuperBetter, a designer criou jogos, esportes e missões secretas premiados em mais de 30 países. Ela se especializou em games cujos desafios incluem enfrentar problemas do mundo real, como pobreza, fome e mudanças climáticas, por meio da colaboração. Seus trabalhos mais conhecidos são o EVOKE, Superstruct, World Without Oil, Cruel 2 B Kind, Find the Future e The Lost Ring, que já foram apresentados no The New York Times, no The Economist, na MTV, e na CNN, por exemplo.

Jane é a diretora de Pesquisa e Desenvolvimento de Jogos do Institute for the Future, grupo de pesquisa sem fins lucrativos em Palo Alto, na Califórnia. Os estudos analisam como os jogos estão transformando a maneira com que levamos nossa vida e como eles podem ser usados ​​para aumentar nossa resiliência e bem-estar.

Um recente projeto que merece ser destacado é o Ethical OS, conjunto de ferramentas de games para antecipar as consequências indesejadas de novas tecnologias, para que possamos evitar danos sociais e proteger o bem-estar da humanidade a longo prazo. A ferramenta foi baixada mais de 25 mil vezes e ganhou a adesão de prefeitos, universidades, incubadoras de startups e empresas líderes do Vale do Silício.

Com doutorado em Estudos de Desempenho pela Universidade da Califórnia, em Berkeley, a designer já desenvolveu workshops de jogos para mais de 10 empresas, como Intel, Nike, Disney, McDonalds, Accenture, Microsoft e Nintendo. McGonigal também ministrou aulas sobre design de jogos e teoria dos jogos, na UC Berkeley e no San Francisco Art Institute.

Jogando com um propósito

Em seu site oficial, Jane McGonigal afirma que produz jogos de realidade alternativa (JRA), desde 2001, com o propósito de melhorar vidas. “Muitas das minhas criações desafiam os jogadores a enfrentar problemas do mundo real em escala planetária… Outros são simplesmente projetados para deixá-los mais felizes em suas vidas cotidianas, dançando mais ou sendo gentil com estranhos”, exemplifica.

“E alguns têm impactos positivos específicos na saúde: aumento da atividade física, por exemplo, ou aceleração da recuperação de uma concussão”, completa.

Segundo a especialista, a maior influência no design de seus games é a ciência da psicologia positiva. “A pergunta-chave que sempre faço ao criar um jogo é: como ele pode ter impactos reais e positivos?”, declara.

Grande parte dos jogos de Jane McGonigal são projetados como eventos, campanhas ou temporadas ao vivo. Eles acontecem por 24 horas, ou seis semanas ou seis meses e, então, são arquivados on-line para futuros jogadores serem inspirados a darem o play.

Confira, a seguir, uma lista de jogos de Jane McGonigal que mudaram o mundo:

1 – SuperBetter

Constrói sua resiliência na vida real e te ajuda a enfrentar desafios como depressão, ansiedade, insônia, entre outros. Clique aqui para jogar on-line.

2 – Find The Future (Encontre o Futuro, em português)

O jogo foi criado para compor um fim de semana de atividades em comemoração ao centenário da Biblioteca Pública de Nova York. Os participantes foram escolhidos entre 5 mil candidatos, com base em sua criatividade e capacidade de sonhar alto, conforme demonstrado por meio de um processo de inscrição on-line, onde foi perguntado: “Como você quer fazer história e mudar o mundo?”. Clique aqui e entenda mais.

3 – Oprah’s Thank You Game (Jogo de agradecimento da Oprah)

Jogo de agradecimento da Oprah Winfrey
Jogo de agradecimento da Oprah Winfrey

Oprah Winfrey incentiva os usuários do Facebook a agradecer a alguém em suas vidas. O intuito do projeto é inspirar os jogadores a sentirem gratidão uns pelos outros. Clique aqui e saiba mais.

4 – EVOKE

Um curso intensivo para mudar o mundo. Clique aqui e saiba mais.

Entram também para a lista World Without Oil, Cryptozoo, The Lost Ring, The Lost Sport, SuperStruct, Top Secret Dance Off, entre outros.

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias