Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Rainha se arma contra revelações escandalosas de livro sobre a realeza

A monarca precisará lidar com os escândalos que estão prestes a serem publicados no novo livro definido pela mídia como "explosivo"

atualizado 01/10/2021 11:14

Rainha ElizabethMax Mumby/Indigo/Getty Images

A rainha Elizabeth II não tem um dia de paz se depender dos familiares, imprensa e especialistas em assuntos da dinastia Windsor. Aos 95 anos, a monarca britânica precisará lidar “com armamentos” aos escândalos que estão prestes a serem publicados no novo livro definido pela mídia como “explosivo”. Em junho de 2022, a soberana completará 70 anos de reinado. Entretanto, até chegar a data ela terá de enfrentar mais um caminho de “bombas”.

Com a promessa de abalar as estruturas da realeza britânica, o livro é do autor real Andrew Morton. O escritor adicionou mais seis capítulos a uma publicação lançada em 2019. Intitulada de Meghan: A Hollywood Princess, a obra foca na vida da ex-atriz ao trazer detalhes sobre a renúncia dela e do marido, príncipe Harry, da coroa britânica. O episódio foi batizado de Megxit.

0

No livro, Morton revela as razões pelas quais os duques de Sussex optaram por “fugir” do Reino Unido, em março de 2020. Um dos motivos foi a pressão psicológica colocada pelo príncipe William. O casal preferiu sair da realeza para evitar maior sofrimento, conforme relata o autor. Segundo o expert em polêmicas monarquia britânica, o duque de Cambridge intimidou o irmão a ponto da situação ficar insustentável e Harry querer largar o ofício junto aos familiares.

Meghan Markle, príncipe Harry e rainha Elizabeth II
Segundo a mídia, Elizabeth chegou a brigar com Meghan e Harry por mau comportamento

“A frieza da duquesa de Cambridge em relação à Meghan e a alegada intimidação de William contribuíram para uma devastadora queda de Caim e Abel entre os irmãos”, disse Morton em trechos publicados no tabloide Mail on Sunday. De acordo com o The Sun, as novas bombas a serem lançadas prometem trazer mais dor de cabeça à rainha Elizabeth, principalmente por envolverem os duques de Sussex.

Na publicação, Morton transita nos dois lados, pró e contra Meghan. Além de trazer os maus bocados sofridos pela duquesa de Sussex, o autor relata que a ex-atriz de Hollywood não foi negligenciada pela família real, conforme supôs na entrevista concedida a Oprah Winfrey, em março. O escritor afirma que a rainha Elizabeth chegou a liberar a própria secretária particular, Samantha Cohen, para explicar o funcionamento da monarquia à nova integrante da família.

Príncipe Harry e Meghan Markle
Na semana passada, os duques de Sussex se encontraram com a governadora de Nova York, Kathy Hochul, e com o prefeito, Bill de Blasio

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Mais lidas
Últimas notícias