Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Gua sha no couro cabeludo? Conheça os benefícios que vão além do rosto

Massageadores de pedras naturais melhoram o fluxo sanguíneo na região por onde passam, o que favorece o crescimento do cabelo

atualizado 11/01/2022 14:52

Mulher com gua shaGetty Images

Quando o gua sha surgiu, há aproximadamente dois anos, logo se tornou uma febre entre os adeptos de skincare. Os massageadores feitos de jade ou quartzo rosa têm formato e toque perfeitos para deslizar no rosto, suavizar rugas e deixar a pele mais firme, além de adicionar momentos de relaxamento à rotina.

Os benefícios do acessório, no entanto, não se restringem à saúde da cútis. Especialistas ouvidos pela revista Byrdie afirmam que o uso do gua sha na cabeça melhora o ambiente do couro cabeludo e estimula o crescimento das madeixas.

Isso porque o utensílio ativa o fluxo sanguíneo na região por onde passa. O uso também pode reduzir a pressão arterial e os níveis de ansiedade. Quando aplicada nas áreas temporais do couro cabeludo, essa ferramenta ainda alivia as dores de cabeça.

0

A médica Kai Yim, certificada pelo Conselho do estado de Nova York de Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa (TCM), lembra que, na medicina chinesa, acredita-se que a saúde do cabelo está diretamente relacionada à saúde do sangue que, por sua vez, é determinada em grande parte pelos níveis de oxigênio e pH.

“Pesquisas mostram que gua sha causa um aumento dramático na circulação nos tecidos moles e conjuntivos sob a pele”, acrescenta Yim.

Ainda segundo a médica, o gua sha é um indutor natural do gene heme oxigenase-1 (HO-1), de monóxido de carbono, biliverdina e bilirrubina, todos com função anti-inflamatória e citoprotetora. Isso não quer dizer, necessariamente, que ele faça novos fios de cabelo crescerem; há apenas um estímulo na saúde do couro cabeludo para, então, melhorar o crescimento do cabelo.

Como usar?

O mesmo gua sha usado no rosto e pescoço pode ser aproveitado para massagear a cabeça. Para as pessoas com cabelo de fios mais grossos, é indicado o pente gua sha, que atinge a pele do couro cabeludo com mais facilidade.

Comece pela linha central da cabeça. Faça movimentos unilaterais, com a ajuda de um óleo, para “raspar” linearmente o couro cabeludo, em direção à orelha. Execute o mesmo procedimento nos dois lados da cabeça.

“Certamente, há estudos que mostram que gua sha e ferramentas para acupressão e massagem podem oferecer muitos benefícios no bem-estar geral. Considero isso muito útil e uma ferramenta segura para a maioria das pessoas”, afirma a dermatologista Rachel Nazarian, médica da Schweiger Dermatology.

Cuidados

Antes de passar o gua sha no couro cabeludo, é importante entender que não se deve colocar muita pressão nos massageadores. Isso pode danificar o folículo capilar.

Grávidas e pessoas com pele sensível, hipertensão ou lesões na cabeça devem procurar um profissional especializado na técnica para evitar riscos.

Mesmo com todas as evidências sobre as vantagens da técnica, as especialistas lembram que são necessárias mais pesquisas para comprovar os benefícios do gua sha à saúde capilar.

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Mais lidas
Últimas notícias