Conheça três fetiches sexuais inusitados relacionados à pandemia

Ainda que soe estranho, estímulos como luvas de borracha e acessórios médicos dão muito tesão em algumas pessoas

Mãos com luvas de látexFoto: Prapass Pulsub/Getty Images

atualizado 15/07/2020 11:16

Os fetiches – desejos sexuais ligados a situações, objetos ou partes do corpo específicas – são mais comuns do que se imagina nos repertórios sexuais mundo afora. Eles, inclusive, podem ser saudáveis e uma boa forma de inovar o sexo, desde que não causem sofrimento a nenhuma das partes envolvidas.

Do contrário, passam a ser considerados parafilias, que na psicanálise são tratados como doenças. Isso se configura a partir do momento em que a pessoa só consegue engatar comportamentos sexuais ou chegar ao orgasmo com a presença desses estímulos, ou mesmo quando isso começa a afetar na sociabilidade do indivíduo.

Tirando isso, fetiches são bem comuns e muito praticados. Em meio à pandemia do coronavírus, em que as pessoas estão explorando suas sexualidades, muitos estão descobrindo novos gostos.

Graças ao (nada agradável, vale ressaltar) pano de fundo da Covid-19, muitos deles são, inclusive, ligados ao momento atual. A Pouca Vergonha elencou três fetiches relacionados às questões da pandemia. Confira:

Crinofilia

A crinofilia é o fetiche por secreções do parceiro. Ainda que as mais óbvias e que venham primeiro à cabeça sejam secreções vaginais, o sêmen e o suor (ninguém fica sequinho em uma transa), a saliva também está inclusa.

Contudo sabe-se que a saliva é a grande protagonista das famosas e tão temidas “gotículas” que a população está usando máscaras para evitar a transmissão do vírus. É um período difícil para quem é adepto do fetiche.

Cultura Rubber

Rubberistas é como são chamados os fetichistas que têm tesão por roupas de látex, borracha ou PVC (que é uma espécie de plástico sintético). Por mais que o primeiro pensamento quanto ao rubberismo seja um traje no melhor estilo Mulher Gato, as boas e velhas luvas de látex estão inclusas no fetiche.

Ou seja, não é todo mundo que está 100% triste em ter que passar a usar luvar como forma de evitar a transmissão do vírus.

Role Playing médico

O role playing é um jogo de interpretação de papéis, no qual as pessoas envolvidas fingem ser outras personagens, com outras profissões etc. No mundo do sexo, uma das brincadeiras de interpretação que mais fazem sucesso é – acredite ou não – a médica.

O fetichismo médico é o desejo sexual não só por tudo que envolve a medicina, como as roupas e os instrumentos, quanto pela interpretação de uma consulta ou um exame com a parceria.

Existem, inclusive, sites especializados em acessórios médicos para fetichistas, como o MedFet, do Reino Unido. Nele é possível encontrar, além de instrumentos bem específicos como o estetoscópio, o bom e velho trio de prevenção à Covid-19: máscaras, luvas e higienizadores de mãos.

Últimas notícias