Caldeirão do Huck: equipe está apreensiva com futuro do programa

Segundo a jornalista Fábia Oliveira, a aflição só cresce porque o apresentador não comenta absolutamente nada, nem com diretores da atração

ReproduçãoReprodução

atualizado 21/01/2020 10:44

As muitas idas de Luciano Huck à sala da alta cúpula da Globo estão deixando em estado de nervos os funcionários da equipe do Caldeirão do Huck. A jornalista Fábia Oliveira, do UOL, revelou que trabalhadores contaram para ela que a aflição só cresce, porque o apresentador não comenta absolutamente nada sobre os temas dos encontros.

Nem mesmo os diretores da atração estão a par de nada, enquanto crescem especulações sobre o possível fim do programa de Huck, que ainda está de férias.

O medo de uma resposta concreta é que, segundo a colunista, quando acaba um programa é hora de a equipe buscar oportunidades em produções do mesmo núcleo ou serem desligados da empresa.

Candidato em 2022?

Nada foi oficialmente confirmado, mas se Luciano Huck for mesmo concorrer à Presidência da República em 2022, ele deixará a Rede Globo.

A emissora já deixou claro que, caso seja pré-candidato, não fará mais parte do quadro de funcionários. Caso semelhante ocorreu ontem com a atriz Regina Duarte, que vai passar por um teste na Secretaria de Cultura e a Globo já a “intimou” a suspender o contrato com a emissora antes de assumir cargo público.

De acordo com João Batista Jr., da Veja, dois nomes estão cotados para substituir Huck: Tiago Leifert e Rodrigo Faro.

SOBRE O AUTOR
Jacqueline Saraiva

Formada em comunicação social na Facitec, trabalhou por oito anos na redação do Correio Braziliense, como repórter e subeditora do site do veículo. Atualmente, faz parte da equipe do Metrópoles, onde atua como editora assistente da Home.

Últimas notícias