*
 
 

Quando o assunto é gravidez, equilíbrio é sempre a palavra-chave, principalmente na hora de se alimentar. Os excessos podem ser prejudiciais tanto para a saúde da mulher quanto para o bebê, e novos estudos voltaram a reforçar isso.

Os cientistas da Universidade Queen Mary (Reino Unido) analisaram 9 mil mães e seus filhos ao longo dos últimos anos. Segundo o trabalho, existe uma associação entre o consumo excessivo de açúcar durante a gestação e a incidência de asma nas crianças. De acordo com a pesquisa, as mulheres que consomem mais sacarose durante a gravidez apresentam duas vezes mais chances de ter um descendente com asma alérgica em relação às que comem menos alimentos doces.

Embora os pesquisadores ainda não possam afirmar com certeza porque isso acontece, eles sugerem hipóteses. Uma delas é de que grandes quantidades de açúcar podem desencadear uma resposta imunológica no corpo, levando à inflamação dos pulmões.

Outra possível explicação: “A mãe que consome mais doces tem alteração na flora intestinal, e isso pode ser um fator de risco. A flora saudável ajuda a manter a imunidade e previne doenças alérgicas”, afirma a pediatra e membro do corpo clínico do Hospital Sírio-Libanês (SP) Cylmara Gargalak Aziz.

O ideal é evitar o açúcar. Quando a vontade de comer um doce bater, opte pelas frutas, pois elas contêm fibras, vitaminas e minerais, importantíssimos para o bom funcionamento do organismo.

Busque ajuda de um nutricionista para preparar o seu plano alimentar nessa fase tão importante.



 


gravidezaçucarBem-estarQualidade de Vida