Estresse dificulta o emagrecimento e o ganho de massa muscular

Veja dicas para ajudar no controle do estresse e não prejudicar no processo de perda de peso e de hipertrofia

Getty ImagesGetty Images

atualizado 09/10/2019 20:05

Viver na condição de estresse constante faz com que a produção do hormônio cortisol aumente significativamente. Isso, obviamente, causa prejuízos à saúde.

O cortisol tem um papel importante na regulação da glicose sanguínea, além de controlar, também, o metabolismo de gorduras e proteínas.

Para as proteínas, quando os níveis desse hormônio estão muito altos, é comum ocorrer um maior nível de catabolismo proteico, isto é, diminuição de proteínas do músculo. A consequência disso é que você perde massa muscular, diminuindo o metabolismo. Outro fator é que compromete o emagrecimento.

Um nível alto de estresse ainda aumenta a miostatina, proteína que inibe o crescimento da massa muscular. Além disso, com o cortisol elevado, a função das células satélites – importantes na função de reparação do tecido muscular quando treinamos para hipertrofia – é prejudicada.

Seguem algumas dicas para te ajudar no controle do estresse e não te prejudicar no processo de perda de peso e ganho de massa magra

  • Durma bem;
  • Treine com qualidade. Treinar muito pode ser, até mesmo, um gatilho para o estresse. Por isso, é importante uma orientação profissional. Qualidade e quantidade são duas coisas bem diferente;
  • Cuide da sua alimentação. Uma alimentação saudável ajuda a controlar os níveis de estresse. Chás e alimentos naturais possuem fitoquímicos muito interessantes.

Busque ajuda de profissionais para te orientar.

SOBRE O AUTOR
Sabrina Mundim

Graduada em Educação Física pela Universidade Católica de Brasília (UCB), é especialista em Emagrecimento e Treinamento Resistido pela Universidade Gama Filho. Atualmente, colabora com o portal Metrópoles na coluna Na Medida.

Últimas notícias