É possível emagrecer e ganhar músculo ao mesmo tempo?

Quando se tem um percentual de gordura alto, o ideal é que primeiro faça a diminuição dele, para somente depois iniciar o processo de ganho

Unsplash/Alora GriffithsUnsplash/Alora Griffiths

atualizado 18/04/2019 11:48

Ganhar massa magra é um trabalho intenso, custoso, específico, que se faz com plano alimentar calculado e controlado, treino específico, descanso generoso e acompanhamento de profissionais qualificados.

Se você quer ganhar músculos, é necessário o auxílio de um nutricionista para calcular sua ingestão calórica diária ideal. Ou seja, você vai precisar comer bastante, porém, alimentos de qualidade que ajudem no crescimento do tecido muscular.

Já para o emagrecimento, o caminho é outro. A ideia é gerar déficit, ou seja comer um pouco menos do que você precisa e ativar o mínimo possível de insulina (diferentemente do outro caso, no qual essa ativação é essencial para certos momentos).

Ou seja, não tem como fazer os dois ao mesmo tempo. É necessário priorizar um, depois o outro. Notar que a composição corporal como um todo melhora em qualquer um dos processos é fato, mas executar os dois objetivos, completamente antagônicos, e colher os dois resultados em sua totalidade ao mesmo tempo é controverso.

Então qual fazer primeiro?

Quando se tem um percentual de gordura alto, o ideal é que primeiro faça a diminuição dele, para somente depois iniciar o processo de ganho. Isso porque não se ganha somente músculos durante esse processo, um pouco de gordura vem junto. Quanto mais disciplinado, menor esse efeito, mas escapar completamente dele é bem difícil.

O mesmo acontece durante o emagrecimento, em que um pouco da massa magra também se perde.

Busque ajuda de um nutricionista para ajustes individuais.

SOBRE O AUTOR
Sabrina Mundim

Graduada em Educação Física pela Universidade Católica de Brasília (UCB), é especialista em Emagrecimento e Treinamento Resistido pela Universidade Gama Filho. Atualmente, colabora com o portal Metrópoles na coluna Na Medida.

Últimas notícias