“Fui agredida nas duas gestações”, diz mulher de Dudu em live exclusiva

Ela contou detalhes das agressões que vem sofrendo por, ao menos, os últimos seis anos de casamento com Dudu do Palmeiras

atualizado 23/06/2020 16:57

Mallu Ohanna e Dudu do Palmeiras Reprodução

Mallu Ohana conversou com este colunista por meio de uma live no Instagram e contou detalhes das agressões que vem sofrendo, ao menos, pelos os últimos seis anos de casamento com Dudu, jogador do Palmeiras. Eles estão juntos há 11 anos.

“Assim como ele é agressivo em campo ele foi comigo esses anos todos. Tenho provas testemunhais tanto da família dele, que já presenciou várias vezes, como da minha. Apanhei nas minhas duas gestações. Quando estava grávida do meu segundo filho, ele chegou a bater com a porta do carro na minha barriga. Já fui, grávida, buscá-lo na porta de motel. Mas ontem dei um basta. Não aguento mais apanhar calada. Hoje entrarei com medida restritiva contra ele.”

0

Muito emocionada, Mallu chegou a chorar durante a entrevista: “Eu ainda o amo e por isso aguentei todos esses anos. Quando ele bebe, ele se transforma, vira outra pessoa. A tática dele é bater na minha cabeça para não deixar marcas. Mas tenho laudo do hospital mostrando que apanhei. Na briga de ontem, foi mais de uma hora e meia entre xingamentos e agressões. Começamos a brigar no carro e seguimos pelas ruas do condomínio. Os seguranças viram, mas ninguém fez nada. É muito dolorido”.

A relação dos dois durou quase 11 anos e Mallu contou que chegou a abrigá-lo na casa de sua família, pois ele era muito humilde, e que Dudu já foi condenado por agredir sua mãe: “Quando o conheci moramos juntos em um quartinho nos fundos da casa da minha avó. Sou de família humilde e ele até mais do que a minha. Ele não respeita ninguém. Uma vez, em uma briga, ele estava me agredindo e minha mãe foi me defender. Ele chegou ao cúmulo de bater nela. Ela o denunciou, ele foi condenado e cumpriu pena da lei Maria da Penha. Dentro de campo Dudu é um excelente jogador, mas fora ele não é bom para ninguém”.

 

Últimas notícias