Weintraub agradece por manifestos não caírem no dia do Enem

No Twitter, ministro da Educação direcionou agradecimentos ao Movimento Avança Brasil por ter desistido de realizar protesto no dia da prova

Andre Borges/Especial para o Metrópoles

atualizado 26/10/2019 18:42

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, agradeceu neste sábado ao Movimento Avança Brasil (MAB) por desistir de participar das manifestações convocadas também pelo Vem pra rua para acontecerem nos dias 3 e 11 de novembro. As datas coincidem com a realização das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O movimento pede fim da corrupção e defende o impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), “em especial do Gilmar Mendes”.

“Obrigado ao Movimento Avança Brasil pela decisão de mudar a data das manifestações. Agradeço aos líderes em nome do MEC pela empatia com os 5 milhões de brasileiros que farão o ENEM”, escreveu o titular da pasta em sua conta no Twitter.

Veja a publicação:

Transtornos

De acordo com o manifesto divulgado pela organização das passeatas, outras manifestações estão previstas para os dias 4 e 7 de novembro, para pedir a manutenção de prisões em decisões de segunda instância. “Quando o MAB convocou o dia 10/11, erramos por não termos nos atentado ao calendário das provas do Enem”, pontuou. “Não queremos causar transtorno à vida das famílias”, justificou.

Últimas notícias