*
 
 

O presidente sírio Bashared Al-Assad possui um defensor no Distrito Federal: o ex-deputado distrital Raad Massouh (PSDB). Nascido no país alvo de recente ataques da coalizão formada por Estados Unidos, França e Reino Unido, Raad classificou como “grande falcatrua” o discurso do presidente norte-americano, Donald Trump, que justificou o bombardeio da última sexta-feira (13/4) como retaliação ao suposto uso de armas químicas por Al-Assad.

“Minha posição é de apoiar a Síria e ser contra a falsidade norte-americana, que usa uma desculpa de pano de fundo para se apropriar de uma série de coisas, inclusive do petróleo. O Assad está livrando o país da guerra, livrando a Síria do terrorismo”, disse à coluna.

As bombas atingiram três locais vinculados ao programa do arsenal químico do regime de Bashar al-Assad. Todos eles localizados perto de Damasco. Segundo a Casa Branca, a ação foi uma resposta ao suposto ataque químico de 7 de abril em Duma, perto da capital síria, atribuído pelas potências ocidentais ao regime de Damasco. Dezenas de pessoas morreram.

 


raad massouhBashar Al-Assadataque à síria