Marcelo Cunha, 02 da Casa Civil, será administrador de Ceilândia

Advogado responderá interinamente pela maior e mais populosa cidade do DF até que governador escolha novo nome

Reprodução/FacebookReprodução/Facebook

atualizado 12/11/2019 20:20

Um dos nomes mais próximos ao governador Ibaneis Rocha (MDB), o advogado Marcelo Martins da Cunha, mais conhecido como Marcelo Piauí, será o novo administrador de Ceilândia. A informação foi confirmada à coluna nesta terça-feira (12/11/2019) por integrantes do Palácio do Buriti. Atualmente, ele ocupa o cargo de secretário-adjunto da Casa Civil do Distrito Federal. A nomeação está prevista para sair nas próximas edições do Diário Oficial (DODF). A informação foi confirmada pelo chefe do Executivo local à coluna.

Cunha permanecerá no cargo até que o titular do Palácio do Buriti escolha o nome definitivo para comandar a cidade mais populosa do Distrito Federal.

Mais cedo, o Metrópoles revelou que deputado distrital Fernando Fernandes (Pros) pediu exoneração do cargo e retornará à Câmara Legislativa (CLDF). O parlamentar deu entrada no pedido junto à presidência da Casa nesta terça-feira (12/11/2019). Com a chegada dele, a suplente Telma Rufino (Pros) deixa o cargo. Ela o substituiu por 11 meses, desde o início do mandato.

“Pressão de eleitores”

“Já vinha amadurecendo essa ideia há algum tempo. Quero participar desta votação tão importante que é a Lei Orçamentária Anual (LOA). Vou participar da destinação de recursos para as áreas de educação, saúde, segurança”, ressaltou o parlamentar.

Segundo Fernando Fernandes, que é delegado da Polícia Civil licenciado, a ideia inicial era ficar apenas 100 dias à frente da Administração Regional de Ceilândia. “Há também uma pressão dos eleitores para meu retorno. Já conversei com o governador [Ibaneis Rocha] e agradeci pela confiança”, disse.

Em agosto, Fernandes havia voltado à Câmara Legislativa para participar da votação que deu ao Sol Nascente e ao Pôr do Sol o status de região administrativa (RA). Ele ficou na Casa por uma semana.

SOBRE O AUTOR
Caio Barbieri

Cursou jornalismo no Centro Universitário de Brasília (UniCeub). Passou pelas redações do Correio Braziliense, Agência Brasil, Rádio Nacional e foi editor-adjunto da Tribuna do Brasil. Ocupou a assessoria especial no Ministério da Transparência e foi secretário-adjunto de Comunicação do GDF. Chefiou o relacionamento com a imprensa na Casa Civil, Vice-Governadoria, Secretaria de Habitação e na Secretaria de Turismo do DF. Fez consultoria para vários partidos, entidades sindicais e políticos da Câmara Legislativa e do Congresso Nacional. Assina a coluna Janela Indiscreta do Metrópoles e cobre os bastidores do poder em Brasília.

Últimas notícias