Ibaneis: DF terá mil casos de coronavírus no pico da pandemia

Governador disse que medidas de isolamento social já resultam em menor número de contaminação em relação ao país

atualizado 01/04/2020 13:48

O governador do Distrito Federal Ibaneis Rocha (MDB) afirmou, nesta quarta-feira (01/04), que o Distrito Federal pode registrar cerca de mil infectados pelo novo coronavírus no período de pico da pandemia na capital do país. A previsão é que o número seja registrado na segunda quinzena de abril. Até o início desta tarde,  o DF tinha 354 pacientes com a doença.

Durante a entrevista dada ao DFTV, da Rede Globo, o emedebista disse que, caso esse pico seja alcançado, a rede de saúde, incluindo unidades particulares, terá capacidade suficiente para internar os casos considerados mais graves, aqueles que comprometem o sistema respiratório dos infectados.

“Pelo isolamento social, conseguimos diminuir muito o atendimento nos hospitais. Com isso, tivemos uma liberação de leitos que podem ficar à disposição de pacientes da Covid-19. Conseguimos colocar mais 200 leitos em funcionamento e também 400 UTIs em hospitais particulares. Esperamos chegar no pico da crise com mil casos de infecção. Com esse número, a rede de saúde terá condições de receber. Tudo isso só é possível pelo fato de as pessoas estarem atendendo nossas orientações”, disse o chefe do Executivo local.

Menos infecções

De acordo com Ibaneis, o crescimento do cenário epidemiológicos no DF tem sido menor no DF do que em outros locais do país. De terça-feira (31/03) até hoje, o aumento de infecções em pessoas no Distrito Federal alcançou o índice de 6,73%. No Brasil, esse dado disparou para 24,8%.

“Já no primeiro momento, nós tivemos que buscar alguns protocolos ao redor do mundo, como Tóquio, Cingapura e Hong Kong. Trouxemos as tecnologias para Brasília baseadas nesses protocolos. As medidas, a princípio, não foram muito bem aceitas pela população, mas o isolamento social ainda é a melhor forma de se prevenir do novo coronavírus. Vamos atingir na próxima semana o segundo ciclo da epidemia e devemos ter a estabilização das contaminações. Por isso, tenho que agradecer muito à população por ter atendido nossas recomendações”, disse.

Ibaneis também afirmou que tem monitorado o avanço da doença em tempo real e que, a partir do cenário encontrado, toma as decisões adequadas para tentar minimizar o efeito da pandemia no DF.

Últimas notícias