*
 
 

A Rede Sustentabilidade desembarcou oficialmente do governo de Rodrigo Rollemberg (PSB). O Diário Oficial do DF desta quinta-feira (23/11) publicou as exonerações, a pedido, do secretário de Meio Ambiente, André Lima; e da presidente do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), Jane Vilas Bôas. Os dois eram as principais indicações do partido.

A decisão de deixar a base aliada foi tomada no último sábado (18). O posicionamento, entretanto, não foi unânime, já que alguns dos integrantes do partido na capital defendiam a permanência no governo. O desembarque da legenda significou mais um baque para a gestão Rollemberg. No início do mês, o PSD, sigla do vice-governador, Renato Santana, também anunciou sua independência.

A sigla, comandada na capital pelo deputado federal Rogério Rosso, estava em atrito com o governo desde o início do mandato de Rollemberg, mas o estopim que levou à ruptura definitiva foi a negociação de bastidores que levou à saída do secretário de Justiça e Cidadania, Arthur Bernardes, da pasta. O PSD não aceitou perder o posto e partiu para a ofensiva.

Um mês antes, foi a vez de o PDT abandonar o governo. Partido do presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle, a legenda decidiu deixar a base em 11 de outubro, sob o argumento de que não concordava com medidas tomadas pelo Palácio do Buriti.

Perfis
Aldo César Vieira Fernandes foi nomeado para comandar o Ibram. Engenheiro florestal pela Universidade Federal de Viçosa (MG), ingressou na Secretaria do Meio Ambiente em 1993 como auditor fiscal de controle ambiental. De 1994 a 1998, trabalhou no Instituto de Ecologia e Meio Ambiente, órgão então vinculado à pasta e depois extinto.

Em 2010, tornou-se assessor da Diretoria de Fiscalização Ambiental do Ibram, e, em 2011, foi promovido a diretor. Fernandes atuou ainda como superintendente de Licenciamento e Fiscalização do instituto, de 2012 a 2014, período no qual também integrou a Câmara de Meio Ambiente do DF como membro permanente.Desde 2015, é assessor da presidência da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e um dos titulares do Conselho de Limpeza Urbana do DF.

Já a Secretaria de Meio Ambiente será administrada, interinamente, por Carcius Azevedo dos Santos, adjunto da pasta, até o governador escolher um titular para o cargo. Graduado em licenciatura plena e bacharelado em História pela Universidade Federal de Mato Grosso, fez mestrado na Universidade de Brasília (UnB), sendo pioneiro em pesquisa na disciplina de história ambiental.



 


redeAndré Limaexoneraçãojane vilas bôas