">
*
 
 

A Rede Sustentabilidade desembarcou oficialmente do governo de Rodrigo Rollemberg (PSB). O Diário Oficial do DF desta quinta-feira (23/11) publicou as exonerações, a pedido, do secretário de Meio Ambiente, André Lima; e da presidente do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), Jane Vilas Bôas. Os dois eram as principais indicações do partido.

A decisão de deixar a base aliada foi tomada no último sábado (18). O posicionamento, entretanto, não foi unânime, já que alguns dos integrantes do partido na capital defendiam a permanência no governo. O desembarque da legenda significou mais um baque para a gestão Rollemberg. No início do mês, o PSD, sigla do vice-governador, Renato Santana, também anunciou sua independência.

A sigla, comandada na capital pelo deputado federal Rogério Rosso, estava em atrito com o governo desde o início do mandato de Rollemberg, mas o estopim que levou à ruptura definitiva foi a negociação de bastidores que levou à saída do secretário de Justiça e Cidadania, Arthur Bernardes, da pasta. O PSD não aceitou perder o posto e partiu para a ofensiva.

Um mês antes, foi a vez de o PDT abandonar o governo. Partido do presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle, a legenda decidiu deixar a base em 11 de outubro, sob o argumento de que não concordava com medidas tomadas pelo Palácio do Buriti.

Perfis
Aldo César Vieira Fernandes foi nomeado para comandar o Ibram. Engenheiro florestal pela Universidade Federal de Viçosa (MG), ingressou na Secretaria do Meio Ambiente em 1993 como auditor fiscal de controle ambiental. De 1994 a 1998, trabalhou no Instituto de Ecologia e Meio Ambiente, órgão então vinculado à pasta e depois extinto.

Em 2010, tornou-se assessor da Diretoria de Fiscalização Ambiental do Ibram, e, em 2011, foi promovido a diretor. Fernandes atuou ainda como superintendente de Licenciamento e Fiscalização do instituto, de 2012 a 2014, período no qual também integrou a Câmara de Meio Ambiente do DF como membro permanente.Desde 2015, é assessor da presidência da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e um dos titulares do Conselho de Limpeza Urbana do DF.

Já a Secretaria de Meio Ambiente será administrada, interinamente, por Carcius Azevedo dos Santos, adjunto da pasta, até o governador escolher um titular para o cargo. Graduado em licenciatura plena e bacharelado em História pela Universidade Federal de Mato Grosso, fez mestrado na Universidade de Brasília (UnB), sendo pioneiro em pesquisa na disciplina de história ambiental.



redeAndré Limaexoneraçãojane vilas bôas
 


COMENTE

Ler mais do blog