*
 
 

O jornalista e ex-secretário de Comunicação do Governo do Distrito Federal (GDF) André Duda, 56 anos, morreu no início da tarde desta terça-feira (3/7), em Brasília. Ele começou a passar mal por volta das 12h, quando almoçava com um amigo. Chegou a procurar socorro, mas não resistiu ao ataque cardíaco.

Duda foi secretário de Comunicação nos governos de Joaquim Roriz, José Roberto Arruda, Rogério Rosso e Agnelo Queiroz. Também trabalhou como coordenador de Comunicação da Câmara Legislativa. Atualmente, era assessor do deputado distrital Rodrigo Delmasso (PRB). Antes, atuou muitos anos na Rede Globo.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, Carlos André Duda recebeu atendimento no pátio do quartel do Núcleo Bandeirante. O jornalista chegou dirigindo sozinho, queixando-se de dores no peito. No momento do socorro, ainda de acordo com a corporação, ficou consciente e orientado. Porém, quando estava sendo transportado, teve uma parada cardiorrespiratória.

Os bombeiros informaram que parentes já o acompanhavam nessa hora e teriam solicitado a presença do médico da família. Após várias tentativas de reanimá-lo, o óbito foi declarado. Ele faria 57 anos no próximo dia 25. Deixa a esposa, Terezinha, e os filhos, Pablo e Priscila.

“Em respeito ao grande homem e profissional que foi o André Duda, meu gabinete estará em luto até a próxima sexta-feira [6/7], como momento de dor e saudade”, destacou Delmasso.

“Estou em choque até agora. Não dá para acreditar. Estou profundamente abalado”, lamentou o jornalista Welinton Moraes, atual coordenador da pré-campanha de Jofran Frejat (PR) e amigo de Duda.

Ex-deputado distrital, Alírio Neto (PTB) também sentiu a perda do profissional. “Prestamos condolências aos amigos e familiares deste grande jornalista e  deixamos os nossos mais sinceros pêsames”, afirmou.

Última homenagem
O jornalista André Duda será homenageado, pela última vez com corpo presente, a partir de 12h desta quarta-feira (4) no Cemitério e Crematório Jardim Metropolitano (Av. 2, Valparaíso-GO). O corpo será velado às 12h, na capela número 9. Logo após, às 13h, ocorrerá uma reverência entre familiares e amigos. A cremação está confirmada para acontecer às 14h.



 


jornalistaAndré Duda