*
 
 

Como antecipado pela coluna, André Duda assume nesta quinta-feira (9/6) a coordenação de Comunicação da Câmara Legislativa do DF no lugar de Orlando Rangel.

O jornalista, que já trabalhou nos governos de Roriz, Arruda, Agnelo e Rogério Rosso, agora vai traçar as estratégias de comunicação do Poder Legislativo local.

Ao seu dispor estará a bolada de R$ 25 milhões, verba de publicidade anual da Casa. Duda é uma indicação do deputado Rodrigo Delmasso (PTN). Mas a confirmação dele nesse posto-chave da Câmara contou com o aval da presidente da Casa, Celina Leão (PPS). A distrital prepara-se para a guerra da reeleição e sabe que a publicidade oficial é munição pesada.

Duda é um jornalista experimentado e especializou-se em comunicação oficial depois de comandar a área durante períodos em quatro governos diferentes. A ressalva ao seu nome é a ação de improbidade a que responde no episódio da Fórmula Indy. Duda sente-se seguro de que vai provar sua inocência no caso e alega que o processo está em fase inicial.

Com o voto de confiança de quem o nomeou, André Duda exercerá, a partir de agora, grande poder, do tamanho da verba que vai manejar.

Na mesma proporção, o novo dono do cofre legislativo estará exposto a pressões. Em crise, veículos da cidade estão ansiosos por conhecer o reparte do bolo publicitário segundo a régua de André Duda e de quem o indicou. Os demais distritais, por sua vez, não aceitam a centralização desse controle. Querem manter suas cotas. E o que torna todo esse terreno ainda mais minado é um escândalo iminente. Os parlamentares andam preocupados com as informações sobre publicidade na Casa reunidas em material apreendido recentemente pela Polícia Federal. 

O conteúdo é preocupante mesmo.



 


Câmara LegislativaCelina LeãoRodrigo DelmassoAndré Duda