Projeto social lança camisetas e máscaras com proteção antiviral permanente

Aposta de empresários de Santa Catarina promete proteção por toda a vida útil do tecido, independentemente das lavagens

atualizado 01/07/2020 16:49

Peças com proteção antiviral lançadas pelo projeto social BeCauz Fabrizio Motta/BeCauz/Divulgação

Desde que o novo coronavírus chegou ao Brasil, algumas empresas têxteis e marcas se engajaram para oferecer tecidos com proteção contra o Sars-CoV-2. Porém, até então, o material perdia a eficácia depois de uma quantidade estimada de lavagens. Agora, a plataforma de causas sociais BeCauz promete kits de camiseta e máscara com segurança permanente contra bactérias e vírus, incluindo o causador da Covid-19.

Vem comigo!

Giphy/BeCauz/Divulgação

O kit Hope Fashion traz camisetas de manga comprida e uma blusa feminina, além de máscara, que também é produzida com o tecido especial, fornecido pela empresa Coltex Têxtil. Anunciados no fim de junho, os produtos estão em fase de pré-venda no e-commerce, com entregas previstas a partir do dia 15 de julho.

Os tecidos convencionais podem causar a chamada contaminação cruzada, quando os micro-organismos são transmitidos por meio do contato com superfícies infectadas. Por isso, a solução apresentada pela BeCauz vem como um reforço, eliminando o causador da Covid-19 no próprio tecido. Nesse caso, durante toda a vida útil do material, independentemente do número de lavagens.

A tecnologia, desenvolvida pela empresa Rhodia, foi batizada de Amni® Virus-Bac OFF e é certificada pelos padrões internacionais ISO 18184 (contra vírus) e AATCC100 (antibacteriano). A reação é provocada pela matriz polimérica do fio 100% poliamida. Dessa forma, impede a ação de bactérias e vírus envelopados (influenza, herpesvírus e coronavírus) e não envelopados.

A partir daí, a hospedagem nas células humanas é impedida graças à afinidade eletrônica do fio com algumas proteínas da estrutura externa dos vírus. Na reação, o envelope lipídico dos vírus envelopados é rompido, deixando o material genético exposto. Assim, eles ficam desativados e incapazes de reproduzir. A proteção antibacteriana também ajuda no processo: além de causarem mau cheiro nos tecidos convencionais, as bactérias podem ser células hospedeiras dos vírus.

Peças com proteção antiviral lançadas pelo projeto social BeCauz
O projeto social BeCauz lançou kits com máscaras e camisetas, ou uma blusa feminina, com proteção antiviral permanente, independentemente da quantidade de lavagens

 

Peças com proteção antiviral lançadas pelo projeto social BeCauz
As peças estão em pré-venda no site da iniciativa desde o fim de junho, com entregas previstas a partir do dia 15 de julho

 

Peças com proteção antiviral lançadas pelo projeto social BeCauz
O tecido é fornecido à iniciativa pela empresa Coltex Têxtil, com tecnologia desenvolvida pela empresa Rhodia e certificada como antiviral e antibacteriana

 

Peças com proteção antiviral lançadas pelo projeto social BeCauz
As peças garantem uma proteção a mais, já que impedem a contaminação cruzada por meio do tecido

 

Peças com proteção antiviral lançadas pelo projeto social BeCauz
A reação das propriedades especiais do tecido inibe a ação de micro-organismos. Ou seja, é um plus na proteção contra o novo coronavírus

 

Outras propriedades do tecido e ação beneficente do projeto

A BeCauz promete mais benefícios, como a maciez do tecido, respirabilidade, secagem rápida, conforto térmico e facilidade na manutenção. As peças oferecem proteção a mais, mas não substituem as medidas de precaução recomendadas: lavar as mãos, evitar tocar o rosto e, se possível, ficar em casa. Todas as formas de proteção devem ser combinadas para garantir uma prevenção mais eficaz contra o novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Neste primeiro momento, metade dos lucros de cada compra dos kits Hope Fashion será destinada ao bloco G10 Favelas, grupo de líderes que atua em prol do desenvolvimento econômico e protagonismo de comunidades periféricas.

Os kits são uma ação conjunta de empresas de confecção catarinenses, incluindo Beetêxtil, Heroyz (etiqueta que pertence à BeCauz), Escaramuça e voluntários de Joinville. O grupo tem tomado ações conjuntas desde que a Organização Mundial da Saúde decretou a pandemia. As imagens dos produtos foram fotografadas por Fabrizio Motta, com modelos da agência GasModels.

Já a BeCauz é uma iniciativa fundada por Eduardo Borba, em 2017, com objetivo de se comprometer com as mais diferentes causas. No momento, a mais urgente é a do novo coronavírus. “Transcendemos o conceito de empresa, somos uma grande causa provando que propósito e dinheiro devem caminhar juntos. Acreditamos que as causas são a evolução da instituição por serem mais úteis e relevantes para a sociedade”, descreve o site oficial do projeto.

Peças com proteção antiviral lançadas pelo projeto social BeCauz
A BeCauz promete outros benefícios além da proteção antiviral, como a maciez do tecido, secagem rápida, entre outros detalhes

 

Peças com proteção antiviral lançadas pelo projeto social BeCauz
As peças devem ser aliadas a outros hábitos de proteção, como lavar sempre as mãos, evitar tocar o rosto e sair de casa só quando for realmente necessário

 

Peças com proteção antiviral lançadas pelo projeto social BeCauz
Neste primeiro momento, metade dos lucros dos kits será destinada ao bloco G10, que atua no desenvolvimento econômico e no protagonismo de comunidades periféricas

 

Peças com proteção antiviral lançadas pelo projeto social BeCauz
A iniciativa reúne empresas e voluntários de Santa Catarina

 

Peças com proteção antiviral lançadas pelo projeto social BeCauz
A BeCauz surgiu em 2017 como uma plataforma para atuar em prol de causas sociais

 

Peças com proteção antiviral lançadas pelo projeto social BeCauz
Outras empresas podem entrar em contato com o projeto para receber maiores volumes dos produtos. Instituições sociais que precisarem de recursos também podem procurá-lo

 

Além da compra on-line, a iniciativa oferece volumes maiores dos produtos para empresas com interesse em fornecê-los para colaboradores e clientes. Dispõe-se, ainda, a dialogar com outras instituições que ajudem comunidades afetadas pela crise da Covid-19. À medida que os kits Hope Fashion forem vendidos, mais organizações terão a oportunidade de serem beneficiadas com recursos.

Antes mesmo do lançamento das camisetas e máscaras, o grupo responsável pela iniciativa doou cerca de R$ 25 mil para o Corpo de Bombeiros Voluntários de Santa Catarina, em abril. Na época, o valor foi arrecadado com a venda de 60 mil máscaras faciais pela marca Heroyz, que pertence à BeCauz.


Colaborou Hebert Madeira

Últimas notícias