Nos EUA, conselho de moda suspende eventos e lança fundo de apoio

De olho no avanço da Covid-19, CFDA anuncia ajuda financeira e cancela semanas de moda dedicadas à temporada resort e ao segmento masculino

Tom Ford na Vanity Fair Oscar PartyRich Fury/VF20/Getty Images for Vanity Fair

atualizado 03/04/2020 15:44

O cenário de incertezas tomou conta da moda. Depois das organizações europeias cancelarem ou adiarem as fashion weeks previstas para junho e julho, chegou a vez de o Conselho de Estilistas da América (CFDA) suspender seus próximos eventos.

Enquanto a edição resort 2021 do New York Fashion Week deixa o calendário da instituição permanentemente, a semana de moda masculina será realocada para o segundo semestre. Além disso, de olho na crise gerada pela pandemia do coronavírus, a entidade anunciou o retorno do projeto A Common Thread, voltado à recuperação das marcas associadas.

New York Fashion Week Men
NYFW Men’s foi adiado, mas sem nova data definida

 

Esta não é a primeira perda sofrida pelo CFDA em decorrência do surto da Covid-19. No meio de março, logo após Anna Wintour ir a público noticiar o adiamento do Met Gala 2020, o conselho já havia resolvido delongar sua premiação anual, inicialmente programada para 8 de junho.

“Depois de revisar cuidadosamente as diretrizes dos governos federal e estadual, bem como das agências de saúde pública, o presidente do CFDA, Tom Ford, decidiu adiar o CFDA Fashion Awards 2020”, confirmou a instituição à época.

Agora, à medida que o mercado amarga mais dúvidas, fechamentos de lojas, interrupções na cadeia de suprimentos e desacelerações econômicas, a entidade se vê de mãos atadas mais uma vez.

“Estamos cientes do impacto global que esta pandemia tem em nossos negócios. Com isso em mente, o CFDA decidiu cancelar o cronograma oficial de apresentações da NYFW: Resort 2021. A decisão foi baseada na atual situação global, na incerteza contínua em relação ao impacto nos varejistas e nos desafios enfrentados pelos designers neste momento”, avisou um comunicado emitido à imprensa.

O CFDA Fashion Awards 2020 já havia sido adiado por conta do coronavírus

 

New York Fashion Week Resort
Temporada resort será descartada da agenda fashion norte-americana

 

A instituição também solicitou aos designers que não mostrem suas coleções resort 2021 de forma independente. O intuito é não prejudicar a concorrência ou carecer de plataformas de divulgação, já que não há qualquer ação programada para a temporada.

A associação, juntamente aos eventos New York Men’s Day, Liberty Fairs e Project, todos paralelos à Semana de Moda Masculina de Nova York, decidiram adiar os desfiles do segmento menswear de junho para o segundo semestre. No momento, ainda não há data definida, mas o conselho e as feiras comerciais estão focados em achar um período em que todos possam realizar suas ações em conjunto.

“O surto de Covid-19 está trazendo muitos desafios para os estilistas, tanto em suas vidas pessoais quanto nas operações profissionais. Continuamos respeitando as prioridades de todos durante este período, protegendo a saúde e o bem-estar de nossas equipes. O CFDA está fazendo o possível para ajudar nossos designers nestes tempos difíceis”, ponderou a entidade.

New York Fashion Week Men
A NYFW Men’s pode ser feita junto à temporada feminina, em setembro

 

Tom Ford no Met Gala
O estilista Tom Ford, presidente do CFDA, cobra apoio do governo norte-americano

 

Em 24 de março, o Conselho de Estilistas da América, em parceria com a Vogue, anunciou o retorno do fundo de auxílio financeiro A Common Thread. Originalmente lançado em 2003, em resposta ao impacto do 11 de setembro na moda norte-americana, o projeto foi reaproveitado pela organização.

O resgate da iniciativa visa socorrer as empresas que não conseguirão se recuperar da crise provocada pela pandemia do coronavírus. Por meio de vídeos hospedados nos sites e nas redes sociais das instituições envolvidas, a CFDA e a Vogue esperam conscientizar marcas e pessoas em busca de doadores.

Tom Ford e Anna Wintour
Tom Ford e Anna Wintour trouxeram A Common Thread de volta

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

⁣The CFDA/Vogue Fashion Fund (CVFF) was launched in 2003 in response to the 9/11 tragedy and how the crisis especially impacted emerging talent. Today, as we face another crisis that is challenging the entire fashion and retail business, Vogue’s Anna Wintour and Tom Ford, as CFDA’s Chairman, decided to repurpose the 2020 CFDA/Vogue Fashion Fund into a fundraiser to aid fashion businesses most impacted by the COVID-19 pandemic.⠀ ⠀ Today marks the launch of CVFF’s “A Common Thread” fundraising and storytelling initiative spearheaded by Vogue and in collaboration with the CFDA. The goal is to raise both awareness and needed funds for those in the American fashion community who have been impacted by COVID-19.⠀ ⠀ Donors can support the fund by texting THREAD to 44-321.⠀ ⠀ Applications for funding will be available on CFDA.com from Wednesday, April 8th. #cvffacommonthread

Uma publicação compartilhada por cfda (@cfda) em

Nomes como Phillip Lim, Batsheva Hah, Reese Cooper, Jennifer Miller e Aurora James já podem ser vistos nas plataformas esclarecendo como a Covid-19 tem atingido seus negócios.

Até o momento, o auxílio mais significativo é da Ralph Lauren, que doou US$ 1 milhão para a iniciativa. No entanto, ao passo que mais histórias aparecem, outros fashionistas afortunados devem investir no projeto. Se você quiser ajudar, as doações são recebidas on-line.

 

Ver essa foto no Instagram

 

⁣The new #CVFFACommonThread series tells the stories of designers and all those who work tirelessly behind the scenes. To kick off, catch up with @TheRealPhillipLim of @31PhillipLim, Batsheva Hah of @Batsheva, @ReeseCooper of @ReeseCooperInc, Jennifer Miller of @BrandonMaxwell, and @AuroraJames of @BrotherVellies and hear how the coronavirus pandemic has impacted them. ⠀ ⠀ ⠀ This is our common thread, and these are the stories of our community. ⠀ ⠀ ⠀ @VogueMagazine and the CFDA launched A Common Thread to raise money for the American fashion industry and the businesses and workers in urgent need of our support during this time. Help American fashion and head to our link in bio to donate now!

Uma publicação compartilhada por cfda (@cfda) em

 

Ralph Lauren destinou US$ 1 milhão à causa

 

Desde o início do surto da Covid-19, várias cidades tiveram suas semanas da moda canceladas – entre as quais, Xangai, Pequim, Seul, Tóquio, Melbourne, Moscou e São Paulo.

Na última sexta-feira (27/03/2020), o conselho administrativo da Federação de Alta-Costura e Moda anunciou que tanto a Semana de Moda Masculina de Paris, agendada para o período entre 23 e 28 de junho, quanto a Semana da Alta-Costura, planejada para começar no primeiro domingo de julho, foram suspensas.

Com a pandemia, São Paulo Fashion Week só volta ao circuito de desfiles em outubro

 

Semana de Alta-Costura foi cancelada pela Federação de Alta-Costura e Moda

 

Semanas de moda masculina também foram prejudicadas

 

As mudanças não param por aí. A Semana de Moda Masculina de Milão foi adiada para setembro, enquanto o British Fashion Council tenta realizar seu evento de menswear em plataformas on-line.

 

Colaborou Danillo Costa

Últimas notícias