*
 
 

A cada temporada, a Dolce & Gabbana prova ser mais incrível e sofisticada. Nesse final de semana, a grife movimentou a cidade de Nova York com três dias de desfiles exuberantes: Alta Joalheria, Alta Sartoria e Alta Moda. A marca preparou um show deslumbrante para os convidados de todos os cantos do mundo: China, Rússia, Oriente Médio, Reino Unido e Brasil.

Entre eles, Diane Kruger, Dakota Fanning, Jamie Foxx, Catherine Zeta-Jones, ao lado da filha, e a modelo e sobrinha da princesa Diana, que já desfilou para a grife, Lady Kitty Spencer. A cantora Marisa Monte também marcou presença e conferiu o evento, onde acompanhou o diretor criativo da Vogue italiana, Giovanni Bianco. Todos comprovaram: a label nunca decepciona com suas tendências inusitadas e espetaculares.

Pela primeira vez se apresentando na cidade, a grife tão conhecida por criar coleções inspiradas na família italiana, mostrou na passarela looks que faziam homenagem à cultura americana. O frescor e a multiculturalidade da megalópole se misturou à sensualidade da mulher italiana Dolce.

Em entrevista, Domenico Dolce afirmou: “Estamos fitando Nova York com um olhar italiano”. A marca é uma das minhas queridinhas e nunca deixa de surpreender: os detalhes de cada look me arrancaram suspiros com sua riqueza e singularidade.

Vem comigo conferir!

 

Quando estive na cidade de Milão em setembro do ano passado, conheci os espaços da Alta Moda, Alta Joalheria e Alta Sartoria da Dolce & Gabbana. A experiência foi um enorme privilégio. O ateliê de Alta Moda – versão italiana do couture –, é do tamanho de um apartamento de luxo.

Localizado na Via della Spiga, o ambiente é mobiliado por araras e manequins que expõem vestidos glamourosos, de baile, extremamente trabalhados com peças em pedrarias, tules, corpetes, plumas, variadas estampas e transparências. Alguns longos, outros curtos, acinturados e com mangas bufantes eram quase temáticos. A sensação era de estar em um verdadeiro palácio da moda com lustres extravagantes, espaços amplos e acabamento impecável. Queria experimentar todos aqueles looks e vestidos!

Havia ainda um espaço dedicado somente às joias. Brincos de cruz e outros itens, como coroas e pulseiras de brilhantes, além de anéis de animais, estavam expostos em móveis antigos. Sala de jantar, lavabo revestido em verde-floresta e uma escada clássica que nos transportava até a cobertura no segundo andar também compunham o ambiente. Provadores amplos com alfaiates exclusivos vestindo jaleco branco traziam ainda mais personalização às peças. O local é repleto de espelhos, luxo e glamour.

Conheci também o empreendimento de Alta Moda masculina – conhecida como Sartoria – localizado no segundo piso da loja para homens. Em um quarto dedicado ao luxury sport, peças para jogar golfe, sapatos, acessórios e capas de raquete de tênis em couro de crocodilo. Outro ambiente era o King’s Room. Em um cômodo diferente, mais “casual”, estavam tênis e moletons com estampas de raposa costuradas nos itens, pedraria e muita aplicação. O acesso é restrito, os artigos são feitos sob encomenda e tudo é realizado apenas com agendamento prévio.

Divulgação

 

Nos últimos seis anos, a dupla Domenico Dolce e Stefano Gabbana apresentaram a coleção de Alta Moda na Sicília, em Milão, Nápoles e também em outras cidades fora do circuito italiano, como Londres e Tóquio. Os desfiles acontecem independentemente do calendário fashion e, para surpresa de todos, neste ano, o local escolhido foi Nova York.

Entitulado D&G loves NY, o desfile da Alta Moda aconteceu no Metropolitan Opera no domingo 08/04, e foi repleto de inspirações literais e originais. Antes do desfile feminino acontecer, a dupla italiana já tinha dado um gostinho do que estava por vir ao apresentar ternos com cortes precisos, camisas de seda estampadas e produções cheias de brilho e requinte. O destaque ficou por conta do modelo brasiliense Jhonattan Burjack, que já deu uma entrevista para a coluna e brilhou na passarela.

 

Instagram/Reprodução

O brasiliense Jhonattan Burjack participou do desfile masculino da marca italiana

 

No entanto, o que o público estava aguardando mesmo era a coleção feminina na qual pessoas de diferentes idades e tipos físicos puderam apreciar as interpretações. Desde a célebre Belle Époque dos anos 1920, passando pela cultura street e sportswear, não há como negar que Nova York foi a grande inspiração das peças exclusivas.

 

Divulgação
A coleção estampou referências da Big Apple e dos Estados Unidos em blusas de seda, trench coats, calças, saias e suéteres. A Estátua da Liberdade se fez presente em tiaras pontiagudas. Os acessórios de cabeça vinham acompanhados por rosas vermelhas, estilo de flor muito usado pela marca.

Gravuras do jornal The New York Times decoraram pijamas de seda. Saias com prints das ruas da cidade e bandeiras do país apareceram em vários itens. A frase God Save America, em um casaco, além de peças em verde militar, fazia referência política à uma era que anseia por esperança e liberdade. Todos os looks, impecáveis e muito americanizados, eram usados por modelos de diversas etnias e raças, mostrando a multiculturalidade da cidade de Nova York.

Divulgação

Karlie Kloss abre o desfile da marca italiana com um vestido vermelho vibrante

 

Divulgação

O Empire State Building foi um dos homenageados na coleção

 

Divulgação

O militarismo marcou presença em diversas produções

 

Divulgação

Casacos com a bandeira dos Estados Unidos também marcaram presença

 

Divulgação

O vermelho vibrante da bandeira americana também foi protagonista da coleção

 

Divulgação

Ruas de Nova York são lembradas em vestido com corpete e saia gaiola

A inclusão foi destaque na passarela. Nomes que lideram o movimento pela diversidade na moda marcaram presença no casting da grife e fizeram do desfile um evento totalmente espetacular. Karlie Kloss iniciou o show vestindo um imponente look de plumas vermelhas.

Maye Musk, em toda beleza de seus 69 anos, exibiu um vestido deslumbrante de paetê, enquanto Ashley Graham utilizou um florido. Halima Aden representou a cultura muçulmana ao desfilar com seu hijab. A última modelo a cruzar a passarela da Alta Moda da Dolce & Gabbana foi Naomi Campbell. A britânica exibiu um visual cheio de ilustrações para encarnar uma versão fashionista da Estátua da Liberdade, com direito a uma icônica tiara pontiaguda.

 

Divulgação

Maye Musk deslumbrante em seu modelo de paetês

 

Divulgação

A muçulmana Halima Aden

 

Divulgação

Ahsley Graham mostrou desenvoltura na passarela

 

Divulgação

A musa Naomi Campbell encerra o desfile

 

Além das estampas temáticas, a grife apostou na moda dos anos 1920 da cidade. Pelos e plumas coloridas casaram com prints brilhantes e em diferentes tons. Detalhes lindos, como penugens, transformam o look com elegância.

Os vestidos revestidos em plumas comprovam isso quando apareceram em tons marcantes, como rosa e vermelho. Nada discretos, os adereços para a cabeça também chamaram atenção dos convidados – grandes, coloridos, com penas, rendas e flores, muitos tinham até mesmo uma coroa em ouro.

Outro destaque ficou por conta da Viúva Siciliana, personagem extremamente explorada em quase todas as coleções D&G. Além disso, sapatos contrastantes, brincos assimétricos e um gótico futurista estiveram no mix escolhido pela dupla italiana.

Divulgação

Plumas complementam looks com pegada militar e urbana

 

Divulgação

Ornamentos extravagantes de cabeça também fizeram parte do show

 

Divulgação

Penas e plumas surgem na passarela ao lado de grandes tiaras

 

Divulgação

O véu representando a Viúva Siciliana é uma das marcas registradas do desfile da grife italiana

 

Divulgação

A inspiração no Charleston dos anos 1920 também esteve presente nas silhuetas cheias de movimento

 

Divulgação

O gótico futurista apareceu em um vestido azul, acompanhado de sapato Mary Jane inspirado em O Mágico de Oz

 

Divulgação

Sapatos contrastantes e brincos assimétricos também estiveram presentes na passarela

Domenico Dolce e Stefano Gabbana provaram que, dentre seus inúmeros talentos, também são ótimos com ambientes, apresentando as coleções aos seus clientes VIP’s em um salão íntimo e elegante.

Reprodução/Instagram

O brasiliense Guilherme Siqueira com Sarah Jessica Parker

 

Instagram/Reprodução

Isabella Rossellini

 

Divulgação

Dakota Fanning

 

Divulgação

Lady Kitty Spencer

 

Divulgação

Diane Kruger

 

Divulgação

Sarah Jessica Parker

 

Getty Images

Carys Douglas e a mãe Catherine Zeta-Jones

 

 

Veja mais looks do desfile em nossa galeria. Para mais novidades sobre o mundo da moda, visite meu Instagram.

 



Nova Yorkdesfiledolce and gabbana
 


COMENTE

Ler mais do blog