Seleção para cargos em gabinete de distrital tem 350 pessoas por vaga

O resultado do processo seletivo promovido pelo deputado eleito Leandro Grass será divulgado nesta sexta-feira (7/12)

DANIEL FERREIRA/METRÓPOLESDANIEL FERREIRA/METRÓPOLES

atualizado 06/12/2018 17:31

O processo seletivo para preencher cargos no futuro gabinete do deputado distrital eleito pela Rede, Leandro Grass, surpreendeu os recrutadores. Ao todo, 1.075 currículos foram enviados. Estão abertas duas vagas de secretariado e uma de design. Todas com salário de R$ 2.695,36 bruto e benefícios.

A concorrência é de cerca de 350 pessoas por vaga – maior do que a de muito concurso público. Além da análise dos currículos, os postulantes aos cargos passaram por entrevistas pessoais. O resultado do certame será divulgado nesta sexta-feira (7/12).

Como mostrou a Grande Angular, o Partido Novo também adotou o processo seletivo para preencher cargos comissionados. Estão sendo oferecidas, no mínimo, 65 vagas nos gabinetes de 20 parlamentares eleitos, entre vereadores, deputados federais, estaduais e distritais. O recrutamento será feito em pelo menos cinco cidades.

Júlia Lucy, única distrital do partido, busca quatro profissionais: assessor legislativo; design gráfico e digital; analista de marketing; e assessor de comunicação. Em Brasília, há também vagas para a bancada da legenda no Congresso Nacional e nos gabinetes dos oito deputados federais.

SOBRE OS AUTORES
Lilian Tahan

Dirige desde setembro de 2015 o site de notícias Metrópoles. É formada em comunicação social pela Universidade de Brasília (UnB), com especialização em jornalismo digital e gestão de empresa de comunicação pela ISE Business School, instituição vinculada à Universidade de Navarra, na Espanha. Antes do Metrópoles, trabalhou por 12 anos no Correio Braziliense e dois anos na revista Veja Brasília. Ao longo da carreira, conquistou prestigiados prêmios de jornalismo, como Esso, Embratel, CNT, CNI, AMB, MPT, Engenho.

Gabriella Furquim

Formada em jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB), com experiência em redação, assessoria de imprensa e gestão de comunicação. Atua na área desde 2009. Integrou as equipes de reportagem e edição dos jornais Correio Braziliense e Aqui DF. Em 2014, coordenou a comunicação da Associação Nacional dos Centros de Defesa da Criança e do Adolescente, Seção Defence for Children Brasil (Anced/ DCI Brasil), e do projeto internacional Red de Coaliciones Sur. De 2015 a 2017, foi assessora de imprensa do governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg.

Últimas notícias