GDF pede que idosos e crianças só saiam se for “imprescindível”

Recomendação para combater a pandemia de coronavírus também inclui gestantes e pessoas com doenças crônicas

atualizado 01/04/2020 21:00

Além de prorrogar o prazo de isolamento social até 3 de maio para comércios e 31 de maio para escolas, o Decreto n° 40.583, publicado em edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) na noite desta quarta-feira (01/04), traz outra novidade.

Entre as normas para evitar a propagação do coronavírus na capital, o decreto “recomenda que a circulação de pessoas idosas, crianças, gestantes e com doenças crônicas se limite às necessidades imediatas de alimentação e saúde, evitando-se, ainda, qualquer
movimentação de pessoas no âmbito do Distrito Federal que não seja para o exercício de atividades imprescindíveis”.

De acordo com o último boletim do GDF, há 53 pacientes internados em decorrência do novo coronavírus. São, ao todo, 370 casos confirmados. Houve acréscimo de 16 novos casos da Covid-19 em relação aos números divulgados na manhã desta quarta-feira (01/04).

Últimas notícias